Canalhas! Canalhas! Canalhas! Assassinaram uma menina na escola no Rio de Janeiro!

maria-eduarda

Não tem outra forma a não ser expressar a minha mais profunda indignação. Canalhas, canalhas, canalhas! Covardes!!! Assassinaram uma criança dentro da escola. Não há outra forma de dizer isto: UMA MENINA DE 13 ANOS FOI ASSASSINADA NA ESCOLA EM UM TIROTEIO DA POLÍCIA DO RIO DE JANEIRO.

Maria Eduarda tinha 13 anos e estudava na escola municipal Jornalista Daniel Piza. Ironicamente, a escola homenageava um jornalista especializado em cultura e artista plástico e autor de livro que homenageava o grande Machado de Assis. A ilustração do jornalista dá nome a escola onde uma estudante é assassinada a tiros. Maria Eduarda estava na quadra da escola participando da aula de educação física. Apesar do desespero dos profissionais da escola que ligaram para todos os “19s” (190. 192, 193) o socorro demorou a chegar.

O laudo pericial mostra que a menina foi alvejada por balas. Vídeo flagrou policiais executando pessoas nesta mesma ação.

A menina estava na escola. Os babacas moralistas de plantão sempre dizem que crianças e adolescentes que são mortos pela polícia é porque “fizeram algo de errado”. O que Maria Eduarda fez de errado? Estava na escola? Fazendo educação física na quadra? E os serviços de emergência que demoraram a chegar?

Quem vai indenizar a dor do pai e mãe desta menina que perderam a filha desta forma estúpida?

Até quando esta canalhice das forças de “segurança” (sic) apoiados por um rebanho de imbecis que tiram selfies com Bolsonaro e companhia, que botam camisa amarela da seleção e enchem a boca para dizer que o maior problema do Brasil é a “corrupção do PT” vai continuar ceifando a vida e o sonho de meninas e meninos como Maria Eduarda? Ou tirar a vida de mães como a Cláudia? Ou trabalhadores como Amarildo?

Basta! Basta! Basta!