Fica, Temer! Agonia prolongada do golpe ajuda a puxar Diretas-Já e a enterrar as “reformas”

por Rodrigo Vianna É evidente o desconforto dos comentaristas da TV Globo com a decisão do presidente Temer, de permanecer na presidência depois de ter sido flagrado em conversas mais do que suspeitas com o dono da JBS....

por Rodrigo Vianna

É evidente o desconforto dos comentaristas da TV Globo com a decisão do presidente Temer, de permanecer na presidência depois de ter sido flagrado em conversas mais do que suspeitas com o dono da JBS.

O desconforto da Globo nada tem a ver com aspectos éticos. Uma das comentaristas,na Globo News, disse com todas as letras: “quanto mais essa situação se prolonga, menor a chance de que a sucessão de Temer se faça pelas regras atuais, ou seja, com eleições indiretas no Congresso”.

Mais claro que isso, impossível.

A permanência de Temer também atrapalha as “reformas” liberais de destruição da Previdência e das leis trabalhistas. As votações serão paralisadas nas próximas semanas, diante do caos na base governista. Se um novo presidente fosse escolhido de forma rápida e indireta (sob a tutela da Globo e do mercado financeiro), poderia adotar o discurso de  um governo “técnico” para tocar adiante o desmonte iniciado por Temer.

Mas não é só isso. Como narrou a preocupada comentarista global, Temer é o maior cabo eleitoral das mobilizações que passam a pedir eleições Diretas-já por todo o Brasil. Mais fácil pedir Diretas diante de Temer e de seu governo apodrecido. Se a agonia do peemedebista se prolongar, a chance de que o movimento popular cresça é maior.

Até porque será preciso pressão das ruas e articulação, no Congresso, para votar uma PEC que permita a eleição direta do novo presidente, mudando a Constituição.

Esse é o embate: Globo e mercado gostariam de ver Temer fora, e um novo governo logo entronizado em escolha indireta. Mas as ruas e as redes tendem a não engolir essa tese.

Pesquisas nas redes sociais mostram que a ideia de Diretas-Já não mobiliza apenas a chamada esquerda. Mas ganha a maioria dos corações e mentes. Essa é uma batalha que a Globo terá muita dificuldade em vencer.

Ainda mais se Temer fizer o favor de permanecer agarrado à cadeira (e ele deve permanecer assim, porque fora do cargo, sem fórum privilegiado, vira alvo fácil para possível pedido de prisão).

Essa a equação: por sobrevivência política, Temer tende a prolongar a agonia. E isso ajuda o campo popular a construir uma agenda de Diretas-já ainda em 2017.

Isso desarruma toda a estratégia da Globo e de seus aliados do Partido da Justiça, que sonham em condenar Lula na segunda instância até o início do ano que vem, para impedi-lo de concorrer em 2018.

Se a eleição for antecipada, Lula poderá disputar – e com boas chances de vencer.

Por isso, contraditoriamente, hoje o grito “Fica, Temer” pode não soar tão absurdo.

Um amigo lembrava a frase do velho Brizola: “quando estiver na dúvida sobre o caminho a adotar, observe onde está a Globo; e escolha o caminho oposto”.

A Globo hoje está no comando de um “Fora, Temer” confuso e pouco consistente. O que mostra que, se o golpista ficar mais um pouquinho lá, isso pode ser o suficiente para enterrar as “reformas” e permitir que as novas eleições sejam Diretas já em 2017.

 

 









Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.




Comentários

5 comments

  1. Roberto Responder

    Faz todo o sentido!! Se Temer renunciasse e entrasse, digamos, Rosa Weber, as pessoas despolitizadas (ampla maioria do país) entrariam numa fase de “vamos esperar pra ver o que ela vai fazer”. E sabemos o que ela faria: aceleraria a aprovação de todas as desgraças.
    Com Temer agarrado à cadeira de presidente (que para ele, agora, é uma boia salva-vidas) a luta pelas Diretas Já se fortalece.
    Mas tem que ser Diretas Já para presidente, senadores e deputados federais!! Com esse Congresso, NÃO DÁ!

  2. Claudio Freire Responder

    Rodrigo, eu estou escaldado. Não comemoro ainda o impacto dessas revelações do pessoal da JBS, por mais profissionais que tenham sido (com provas de áudio, chips em mala e marcação das notas de dinheiro), e acho que Mauro Santayana pode ter razão quando diz que “pegar Aécio e Temer pode ser a entrega de duas torres para pegar o rei do adversário, Lula”, pois fragiliza a imagem de seletividade da justiça contra o PT. Estou aguardando para ver.
    Digo isto porque, mesmo com provas, não minimizo a capacidade dos canalhas golpistas de neutralizarem essas revelações. Com a mídia a seu favor, com a desmoralização das provas que eles vão martelar na mídia, usando “peritos” tirados da cartola, com a politização da justiça a favor desse governo golpista, não duvido de mais nada nesta Republica de Bananas.
    Infelizmente, estou cético.
    Mas espero ser positivamente surpreendido.

  3. C.Poivre Responder

    Dois mega-corruptos (sendo um deles homicida confesso) com seu leal amigo “juiz”:

    https://caviaresquerda.blogspot.com.br/2017/05/moro-deve-se-juntar-seus-amigos-temer-e.html

  4. Bovino Responder

    A Grobo vai cassar a chapa no TSE para entronar Carmen Lúcia. E, para manter o PMDB no GOLPE, vai dar um jeito de não prender a quadrilha do Temer.