Ato falho: Folha diz que Moro é do PSDB; e depois tenta corrigir... - Escrevinhador

Ato falho: Folha diz que Moro é do PSDB; e depois tenta corrigir…

ATUALIZAÇÃO – Colegas jornalistas chamam minha atenção para o fato de que, na edição impressa, a Folha esclarece que os “3 tucanos” citados no Cenário 4 da pesquisa DataFolha são: Aécio, Alckmin e Serra. Na edição digital, neste domingo, o jornal  também fez a correção. Mas...

ATUALIZAÇÃO – Colegas jornalistas chamam minha atenção para o fato de que, na edição impressa, a Folha esclarece que os “3 tucanos” citados no Cenário 4 da pesquisa DataFolha são: Aécio, Alckmin e Serra. Na edição digital, neste domingo, o jornal  também fez a correção. Mas o texto abaixo foi publicado pelo blog no sábado à noite, com base no print da página na edição digital da Folha; e ali está claro o ato falho freudiano – Moro foi tratado como tucano! Fazer o que. Trata-se de piada pronta, em se tratando de um juiz que pune petistas (agindo fora-da-lei, segundo Marco Aurélio do STF) e poupa sempre o PSDB. Moro acabou tendo suas afinidades expostas por um jornal que, também ele, tem clara preferência pelo PSDB. Freud explica.

por Rodrigo Vianna

Quem vai segurar o monstro alimentado por esse homem, sob cobertura da Globo?

O alerta veio pelo twitter de Alvaro Larangeira: @larangeira.

O inconsciente falou mais alto entre os redatores da Folha? Ou teria sido uma mensagem cifrada, passada por um jornalista rebelde?

Na pesquisa eleitoral (em que, sofregamente, ajuda a embalar o impeachment) divulgada neste fim-de-semana pela Folha, aparecem simulações eleitorais com vistas a 2018. Numa delas, a Folha resolveu testar um cenário com “os três tucanos”: Aécio, Serra e … Moro!

Finalmente, alguém disse a verdade: Moro é PSDB. E o PSDB é Moro.

Viva a Justiça brasileira: imparcial, impoluta.

Viva o juiz das camisas negras, agora filiado oficialmente ao PSDB.

folha moro

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.


Join the Conversation

8 comments

  1. Messias Franca de Macedo Reply

    SEN-SA-CI-O-NAL! SENSACIONAL!

    $$$$$$$$$$$$$$$$

    [Da Série ‘Gilmar Mendes cada vez mais ‘desMOROlizado’!

    Gilmar Mendes já disse que divulgação de grampo pela PF é uma afronta à democracia

    [FONTE, pasme, Folha de São Paulo – 24/05/2007]

    O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes acusou na noite desta quarta-feira a Polícia Federal de agir com métodos “fascistas” na Operação Navalha.
    O ministro disse ser uma “canalhice” o vazamento de informações pela PF sobre inquérito que tramita em segredo de Justiça. Mendes responsabilizou o ministro Tarso Genro (Justiça) pelo vazamento de informações da Operação Navalha.”É responsabilidade do ministro da Justiça responder por esses vazamentos. Eu disse hoje ao ministro Tarso que esse tipo de prática revela uma canalhice. Não podemos brincar com as pessoas sérias do país”, criticou.
    (…)
    Gilmar Mendes afirmou que a PF vem fazendo “terrorismo com a democracia” ao divulgar informações sigilosas em conta-gotas. “É cinismo falar em segredo de Justiça nesse momento. Cínico é o quadro que vivemos no país. É uma lógica absolutamente totalitária. Então, rasguem a Constituição.”
    O ministro disse que a PF – assim como o STF e a PGR (Procuradoria Geral da República) – não pode repassar informações de processos que tramitam em segredo de Justiça. “É covardia. Eles usam uma arma desigual. Isso tem que ser revisto”, defendeu.
    Mendes disse estar disposto a ingressar com representação contra a PF pelo vazamento de informações. Depois de fazer o desabafo a jornalistas, voltou atrás e afirmou que já tinha dado seu recado por meio da imprensa.
    Reação
    O desabafo de Mendes foi motivado pela informação de que seu nome teria aparecido em uma suposta lista da PF entre os acusados de receber “mimos e brindes” da empresa Gautama – apontada como a coordenadora do esquema de fraudes em licitações públicas desmontado pela Operação Navalha.
    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.debateprogressista.com.br/2016/03/gilmar-mendes-ja-disse-que-divulgacao.html

  2. Messias Franca de Macedo Reply

    VÍDEO DEPOIMENTO SENSACIONAL, PEDAGÓGICO E HISTÓRICO

    O conspícuo e impávido jornalista Luis Nassif – mais uma vez – demonstra a centralidade do procurador geral Rodrigo Janot no golpe – e dá uma lição no pernóstico e insensato “supremo” Celso de Mello

    “O Alto Comando do Golpe está em Brasília! E o chefão é, pasme, o procurador geral da República Rodrigo Janot.”
    Por egrégio e destemido jornalista Luis Nassif

    O VÍDEO
    https://www.youtube.com/watch?time_continue=930&v=T4m4wS1xpzE

  3. Messias Franca de Macedo Reply

    Governo usará decisões anteriores de Gilmar Mendes para reverter suspensão de posse de Lula192

    19/03/2016

    Para enfrentar a batalha jurídica e tentar garantir que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva consiga assumir o cargo de ministro da Casa Civil, o governo — por meio da Advocacia-Geral da União (AGU) — vai usar decisões anteriores do próprio ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes para tentar derrubar a liminar que ele proferiu e que suspendeu a posse de Lula.
    (…)
    O governo não citou qual a jurisprudência, mas, segundo fontes da AGU, Mendes já havia, em decisões anteriores, decidido que partidos políticos não poderiam fazer esse tipo de questionamento por meio de mandado de segurança.
    (…)

    FONTE: um veículo do PIMG (Partido da Imprensa Mafiosa &$ Golpista)

  4. Maria Rita Reply

    Nada. Na última hora, no calor da briga de egos, Serra migra para o PPS, Aécio vai para o Partido da Mulher e o Moro… o Moro vai para Miami. Ou para a PQP.

  5. Dilma Coelho Reply

    Penso que precisamos fazer umas três manifestações: – Uma nas portas do STJ, uma na porta da globo e uma nas portas do congresso/câmaras.
    Essa turma precisa levar um susto. Precisamos exigir da Dilma que pare de dar dinheiro para a globo. Chega de farsa. O moro já era.

  6. carlos Reply

    Sempre foi não é de hoje, seus pais são do PSDB, seus irmãos, primos e esposa, querem mais ou vou ter que desenhar.

    1. Marcelo Reply

      O próprio Moro é FILIADO ao PSDB. É só entrar no site do TSE e comprovar.

  7. Marcelo Reply

    Mas Moro não é apenas “afinidade” com o PSDB. Moro é FILIADO ao PSDB. Podem entrar no site do TSE e baixar o arquivo compactado do PSDB. Está lá !