Cláudio Humberto: FHC teve outro filho “por fora”, com a empregada! Esse ele reconheceu?

A informação está no blog do jornalista Cláudio Humberto – que foi assessor de Collor, e hoje escreve na internet, além de assinar colunas em vários jornais Brasil afora. Cláudio Humberto diz que Maria Helena Pereira – ex-empregada de FHC – teria tido um filho com...

A informação está no blog do jornalista Cláudio Humberto – que foi assessor de Collor, e hoje escreve na internet, além de assinar colunas em vários jornais Brasil afora.

Cláudio Humberto diz que Maria Helena Pereira – ex-empregada de FHC – teria tido um filho com o patrão. O garoto, sempre segundo o blog do Cláudio Humberto, chama-se Leonardo, tem 20 anos e trabalha numa repartição pública – http://www.claudiohumberto.com.br/principal/index.php.

O jornalista diz que ligou para a asessoria de FHC, na tentativa de confirmar a informação. Mas não obteve resposta.

Longe do legado de Florestan, FHC fez-se homem cordial (na acepção de Buarque): e reviveu Gilberto Freyre?

Por hora, vale a máxima cunhada pela “Folha”, a respeito da ficha (aquela, sim, falsa) de Dilma: a informação não pode ser confirmada, mas também não pode ser descartada. Vamos aguardar.

Leonardo teria quase a mesma idade de Thomas (filho do ex-presidente garanhão com uma jornalista da Globo). Na época, FHC era senador, e pelo visto tinha os hormônios à flor da pele. Outro dado curioso: Leonardo não foi mandado para o exterior, como Thomas. A mãe teria ganho uma casinha na periferia de Brasília (lá, eles chamam de “entorno”).

A mãe de Thomas é branca. A mãe de Leonardo é negra.

FHC gostava de alardear sua relação de amizade (e de proximidade intelectual) com o grande Florestan Fernandes. De fato, os dois foram amigos. As duas famílias se frequentavam. Mas, no fim da vida, o velho Florestan estava muito desgostoso com FHC…  Não pelos hábitos romântico-sexuais do tucano. Mas pelas posições políticas.

Tanto que Florestan (o pai) nem foi à festa da posse de FHC, em janeiro de 95. Como sei disso? Eu fui à festa  com o convite do velho Florestan. Eu cobrira a posse, em Brasília, pela TV Cultura, e queria acompanhar de perto a festa no Itamaraty. Florestan (o filho – amigo de longa data) me passou o convite do pai – que ficaria sem uso. Interesse jornalístico. Mas havia uns vinhos bons. Disso eu me lembro bem.

Florestan Fernandes nem chegou a acompanhar a aventura neo-liberal de FHC no governo, porque o velho sociólogo morreu pouco tempo depois da posse…

Se confirmada a informação de que FHC teve um filho com a empregada (repito, é preciso aguardar o pronunciamento de FHC), seria mais uma demonstração simbólica de que o tucano abandonou mesmo o legado renovador de Florestan. Preferiu a velha tradição da Casa Grande&Senzala. Gilberto Freyre vive?

Tudo isso seria uma questão de cunho puramente pessoal. Mas há um detalhe: FHC foi presidente, teve que apresentar declarações de IR quando se candidatou. O (s) filho (s) apareciam como dependentes? Estamos diante de um ex-presidente (e ex-ministro da Fazenda) que não dava muita bola pra essas coisas, é isso?

Um homem cordial – na verdadeira concepção buarquiana do conceito. O “cordial” para Sergio Buarque de Holanda não significava “gente boa”, ou “gentil”  – como imaginamos no senso comun. “Homem cordial” é aquele que age pelo coração – não segue as regras (impessoais) que devem reger uma República. O que importa são os laços afetivos, de proximidade e compadrio.

Sergio Buarque de Holanda vive.

Fernando Henrique Cardoso é que eu já não sei mais se vive. O sociólogo se foi há muito tempo. O presidente – por falta de compostura (política) – também está apagando sua imagem.

Um fim tristonho. Mas o (s) filho (s) não tem nada com isso. Que sejam felizes!


Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum e recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa e ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses.




Você ganha descontos em livros e produtos do programa Sócio Fórum, recebe a cada 3 meses um livro das Edições Fórum na sua casa, ganha 1 caneca personalizada da Fórum após 6 meses e 1 camiseta personalizada após 1 ano.





Golpe 16 - O livro da blogosfera em defesa da democracia

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.




Join the Conversation

3 comments

  1. carlos alberto couto da cunha Responder

    De verdade mesmo, quer saber de uma coisa, gostaria de ter sido o autor dessas considerações. Acho que tem tudo a ver. Ele já disse para a Veja(outra porcaria), que não sabe nada das falcatruas do Collor no poder, apesar de passar 24 horas, por mais de ano, pendurado no saco delle. Agora, que ele recebeu recebeu 38.000 dólares da EPC empresa de PC Farias é verdade. Propina? Talvez. Deve ter servido e muito para manter seu filho estudando na Inglaterra, treinando para ser inglês, o maior sonho do pai. O mais abjeto nesse jornalista é que ele escreve qualquer coisa e desmente no dia seguinte. Volúvel que é, daria um bom cabelereiro de madame.

  2. Ricardo Simões Responder

    Se essa notícia não se confirmar, dada a gravidade do que foi publicado, sem cuidado algum de apurar se é verdade ao que parece, a Fórum deverá ser colocada na MESMISSIMA prateleira de Veja, Época e Folha. Nunca mais lerei qq coisa da Fórum e do Rovai. Nunca mais.
    Este tipo de atitude é o que a direita mais deseja.
    E sejamos franco: esquerda que age igual a direita não é esquerda coisa nenhuma.

  3. eduardo de paula barreto Responder

    .

    UM PÉ NA COZINHA
    .
    FHC quando era Senador
    Tinha no peito luxúria e amor
    E sabia tirar proveito do charme
    Mas como a Dona Ruth não bastava
    Ele sem escrúpulos se entregava
    Aos proibidos prazeres da carne.
    .
    Com Miriam Dutra fez Tomás
    Um branco e sortudo rapaz
    Que na Europa foi educado
    Mas com Maria Helena Pereira
    A sua formosa negra copeira
    Ele fez o mulato Leonardo.
    .
    Quando o bebê começou a crescer
    A Dona Ruth passou a perceber
    A semelhança do menino com o pai
    Então demitiu a amante do marido
    Que foi embora como havia ocorrido
    Com as suas ancestrais.
    .
    Enquanto Tomás vive no exterior
    Com tudo o que há de melhor
    Leonardo é um trabalhador braçal
    Que sua a camisa na Esplanada
    Para ajudar a mãe desprezada
    Que é copeira no Senado Federal.
    .
    Apesar de Fernando Henrique Cardoso
    Ter ficado mundialmente famoso
    Por ter privatizado o que era público
    Agora está fazendo o contrário
    Ao tornar público o diário
    Dos seus segredos mais lúbricos.
    .
    Eduardo de Paula Barreto
    20/02/2016

    .