Metade dos idosos é analfabeta funcional, diz pesquisa

Pesquisa do Serviço Social da Indústria e Comércio (Sesc) Nacional e de São Paulo em parceria com a Fundação Perseu Abramo, traça o perfil social dos maiores de 60 e a imagem dos mais jovens em relação a esse grupo

317 0

Pesquisa do Serviço Social da Indústria e Comércio (Sesc) Nacional e de São Paulo em parceria com a Fundação Perseu Abramo, traça o perfil social dos maiores de 60 e a imagem dos mais jovens em relação a esse grupo

Por Redação

Os idosos brasileiros são, na maioria, mulheres, católicas e com baixa escolarização. Dos entrevistados, 49% dos maiores de 60 anos são analfabetos funcionais, 51% declaram-se pretos ou pardos, e a grande maioria, 69%, se informa pela televisão. O perfil é revelado em pesquisa do Serviço Social da Indústria e Comércio (Sesc) Nacional e de São Paulo em parceria com a Fundação Perseu Abramo,

Foram entrevistados 2.136 maiores de 60, além de 1.608 de 16 a 59 anos, de 204 municípios. A aplicação aos dois extratos ocorreu para obter a imagem que os mais jovens têm da terceira idade. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em termos de renda, 43% dos idosos têm até dois salário mínimo de renda mensal, contra 34% dos não-idosos. Entre os idosos, 71% dos entrevistados se disseram chefes da família, responsáveis pela maior parte da renda familiar, sendo 88% dos idosos homens e 58% das mulheres.

Preconceito

A pesquisa aponta que a imagem dos idosos é mais negativa do que positiva, cenário que representa alta incidência de discriminação. O reflexo está nos 35% dos idosos que afirmaram já terem sofrido maus tratos e ofensas (incluídas ironias, humilhações, recusa de emprego, falta de acesso a remédios e outras agressões).



No artigo

x