TeleSur é tema do Cine Ceará

Festival em sua 17ª edição põe canal criado há um ano e oito meses e financiada por governos do continente em pauta. Evento ocorre até dia 8 de junho

250 0

Festival em sua 17ª edição põe canal criado há um ano e oito meses e financiada por governos do continente em pauta. Evento ocorre até dia 8 de junho

Por Redação

O 17º Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema promoveu no sábado, 2, um debate sobre a Telesur, o primeiro canal de televisão de conteúdo latino-americano, criado há um ano e oito meses. Iniciado na sexta-feira, dia 1º, em Fortaleza, o evento ocorre até dia 8.

A emissora estima em 2 milhões o número de telespectadores em todo o mundo, a maior parte da América Latina, que sintonizam a emissora via satélite ou cabo, por meio de alguns canais parceiros.

“Estamos realizando o sonho de muitos jornalistas revolucionários que morreram pela causa da integração do continente”, disse Beto Almeida, diretor da Telesur Brasil. “Por meio da nossa emissora, por exemplo, os bolivianos viram pela primeira vez a Copa do Mundo numa emissora aberta. Antes, o evento só era exibido na TV paga”.

No Brasil, a emissora tem parceria para transmissão de conteúdo com a Rede Paraná Educativa e oito TVs comunitárias. A Radiobras, emissora ligada ao governo federal, também transmite parte de suas notícias.

Inácio Arruda, membro do Parlamento do Mercosul, defendeu o crescimento dos convênios entre as emissoras de TV e os órgãos públicos. Auto Filho (PT), Secretário da Cultura do Governo do Ceará, anunciou que em breve a TV Ceará vai firmar uma parceria com a Telesur para transmissão de conteúdo.

A TeleSur A programação é composta de noticiários e documentários sobre política, economia, história e cultura dos países latino-americanos, além de programas que buscam promover a integração entre os países. O canal teve um investimento inicial de US$ 12 milhões e necessita de um custeio anual de US$ 1,5 a 2 milhões de dólares. O investimento vem do governo de seis países que idealizaram o projeto: Cuba, Venezuela, Argentina, Uruguai, Bolívia e Nicarágua.

Cine Ceará Desde 1993, Fortaleza recebe o festival que atualmente se entitula Ibéro-Americano. Além da mostra de filmes, há debates com o tema “Audiovisual e Educação”. No total, foram inscritos 505 curtas-metragens e 117 longas-metragens, sendo 51 longas brasileiros e 66 de países ibero-americanos.

Mais sobre o Cine Ceará www.cineceara.com.br



No artigo

x