Juiz federal desmente pedido de reintegração de posse

Informação divulgada pelo ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima de que a Advocacia Geral da União teria entrado com pedido de reintegração de posse foi desmentido pelo juiz da 20ª Vara Federal, de...

159 0

Informação divulgada pelo ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima de que a Advocacia Geral da União teria entrado com pedido de reintegração de posse foi desmentido pelo juiz da 20ª Vara Federal, de Salgueiro (PE).

Informação divulgada pelo ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima de que a Advocacia Geral da União teria entrado com pedido de reintegração de posse foi desmentido pelo juiz da 20ª Vara Federal, de Salgueiro (PE).

Os manifestantes acampados desde terça-feira, 26, fizeram um enterro simbólico da obra, enterrando os marcos de concreto deixados pelo 2º Batalhão de Engenharia do Exército, responsável pelo início das obras de tomada de água, realizado na visita do ministro ao local.

Josenilda Dantas, do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), de Palmeira dos Índios (AL) com dez representantes no acampamento, diz que o clima é tranquilo e que os soldados permaneceram distantes. “Chegaram novas caranavas, o clima está tranqüilo. Nosso povo está com várias atividades no acampamento de formação”, diz Josenilda. “Todo mundo está firme, disposto a ficar até barrar a transposição”, completa.

Os bispos de Barra (BA), Dom Luiz Cappio, e o de Juazeiro (BA) , Dom José Geraldo, devem visitar o acampamento na manhã desta quinta-feira, 28. Segundo Josivaldo de Oliveira, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a estratégia da greve de fome não está totalmente afastada, mas, a princípio, será evitada. “A luta dos trabalhadores tem que se dar coletivamente, a greve de fome não é o método mais correto, mais viável”, avalia.

Oliveira é atingido pela barragem de Castanhão, no Ceará, obra, segundo ele, construída já na perspectiva da transposição do rio de São Francisco.



No artigo

x