Projeto quer filhos de deputados matriculados na escola pública

Proposta do deputado estadual Cido Sério seria estendida ainda para os filhos de servidores públicos dos três poderes estaduais concursados depois da aprovação.

325 1

Proposta do deputado estadual Cido Sério seria estendida ainda para os filhos de servidores públicos dos três poderes estaduais concursados depois da aprovação.

Por Redação

Filho de governador, deputado, juízes e de funcionários públicos estaduais na escola pública. A idéia é do deputado estadual Cido Sério (PT-SP), que apresenta o projeto de lei nesta quarta-feira, 19, às 15h30, na Assembléia Legislativa.

O objetivo do projeto é aproximar servidores concursados a partir da aprovação da lei e dos eleitos da escola pública da realidade do ensino público. Essa medida provocaria, na visão do parlamentar, pressão para melhorar a qualidade do ensino. Pessoas em cargos eletivos e comissionados teriam 12 meses a partir da publicação da lei para matricularem seus filhos. Os trabalhadores efetivos já nomeados não seriam afetados.
As classes sociais mais ricas e formadoras de opinião, em geral, buscam escolas particulares. Nesses grupos, estão incluídos o governador, os secretários e deputados, que têm ascendência direta sobre o destino dos recursos públicos. “Essas pessoas precisam se aproximar e se responsabilizar pela escola pública”, defende Cido Sério.

O ensino público passa por uma crise grave. Apenas 13% das crianças que começam a primeira série completam o ensino fundamental, 22% vivem em famílias com renda de um salário mínimo e um terço trabalha ou já teve intenção de trabalhar.

Em São Paulo, há um indicador grave sobre a qualidade das escolas. As notas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), exame realizado em todo país, caíram em dez anos em 12% em português e em 8% em matemática.



No artigo

1 comment

  1. Guerra

    A idéia é boa mas é muita pretensão achar que o problema da educação se resolveria com esta medida. Pessoas deste nivel tem filhos estudando no exterior. Mesmo obrigados a matricular os filhos duvido que estes frequentem a escola pública ou provavelmente investiriam só numa escola para ter qualidade e todos os seus filhos estudariam de graça.

Comments are closed.


x