Segundo Chávez, oposição venezuelana “procura um Pinochet”

O presidente venezuelano afirmou que os planos "golpistas" da oposição e da mídia, caso se concretizem, terão "uma resposta contundente" e ressaltou importância de aprofundar revolução bolivariana

197 0

O presidente venezuelano afirmou que os planos “golpistas” da oposição e da mídia, caso se concretizem, terão “uma resposta contundente” e ressaltou importância de aprofundar revolução bolivariana

Por Redação [07.06.2010 11h33]

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, advertiu que a oposição radical e veículos de imprensa prosseguem os apelos à violência e à inconstitucionalidade. “Prosseguem as incitações a um golpe de estado e isso não se pode permitir. Dizem que os militares estão prontos para agir. São porta-vozes da burguesia que estão procurando um Pinochet”, afirmou.

A declaração foi feita em Lara, durante o programa de TV Alô Presidente. Chávez garantiu que os planos terão “uma resposta contundente” caso cheguem a se concretizar. Colocou como alternativa o aprofundamento da revolução bolivariana iniciada em 1999.

“Que [o golpe] não ocorra a eles, porque a revolução poderia mudar de caráter, os varreríamos. Eu me apego à Constituição, mas não vamos embainhar a espada como em 2002, quando quase me mataram e eu chamei ao diálogo”, afirmou Chávez.

O líder bolivariano mencionou o conteúdo de um portal digital com um suposto chamamento ao golpe. “Pedi uma investigação ao ministro do Interior, Tareck El Aissami”, comentou.

Com informações da Prensa Latina/Vermelho.



No artigo

x