Fórum: três anos, agora mensal

Editorial Por Renato Rovai   A revista Fórum dá mais um passo para se firmar como uma alternativa de leitura a quem se interessa por informação independente...

214 0

Editorial

Por Renato Rovai

 

A revista Fórum dá mais um passo para se firmar como uma alternativa de leitura a quem se interessa por informação independente de qualidade. No dia 28 de agosto, a revista completou três anos e assumiu nova periodicidade. Agora é mensal. Na última edição, foram feitas adequações em seu projeto gráfico. Por causa da nova periodicidade, haverá também ajustes no editorial. O destaque fica para a estréia de algumas colunas na Fórum.

A partir da edição 19, a produção literária ganha espaço, com páginas dedicadas à publicação de contos e crônicas inéditos. O editor do espaço será o jornalista Eduardo Maretti, que já atuou em cadernos de cultura de diversos veículos. Quem também passa a ter coluna periódica na Fórum é Newton Carlos, o mais experiente e importante jornalista de Internacional no Brasil. A coluna de música será assinada por Julinho Bittencourt.

Outra novidade é o surgimento do Conselho Fórum, com representantes de diversos setores progressistas da sociedade que colaborará com a revista na definição de políticas editoriais. O conselho deverá começar a funcionar a partir da próxima edição.
Além de colunas e reportagens, Fórum passa a ter em toda edição um assunto de destaque que ocupará de 10 a 14 páginas. Na revista 18, o destaque foi para a Educação; na 19, a Questão do Negro e a África; e a edição 20 abordará a construção de uma economia solidária, baseada no cooperativismo.

A Fórum mantém seu compromisso com o Fórum Social Mundial, ao divulgar, em cada edição, a agenda das principais atividades relacionadas ao evento. Além disso, a publicação continuará trazendo informações sobre os eventos temáticos e regionais.
Todas as mudanças são voltadas para a ampliação do número de leitores e o fortalecimento do projeto. Mas há ainda um objetivo estratégico: o de ser referência de um novo jornalismo, independente da dinâmica comercial e das amarras políticas. Um jornalismo que alie qualidade visual e conteúdo sério e bem apurado; que seja firme, sem ser panfletário e chato.



No artigo

x