Vitrine Solidária

Divulgação solidária: A revista Fórum dedica este espaço à divulgação de iniciativas ligadas à economia solidária. Se você participa ou promove algum tipo de empreendimento relacionado ao comércio justo e solidário, entre em contato...

193 0

Divulgação solidária: A revista Fórum dedica este espaço à divulgação de iniciativas ligadas à economia solidária. Se você participa ou promove algum tipo de empreendimento relacionado ao comércio justo e solidário, entre em contato conosco para divulgá-lo.

Por Daniele Próspero

 

Grafismo em cuias

Misteriosos motivos dos povos indígenas e arte rupestre são os elementos que estampam os novos produtos elaborados por 12 artesãs da comunidade de Tucumanduba, município de Soure, arquipélago do Marajó, no Pará. Durante todo o mês de março, essas mulheres participaram de intensas atividades com o artista plástico Marcos Brasil, a fim de desenvolverem a técnica do grafismo em cuias, provenientes da cabaça da árvore chamada cuieira, bastante utilizada como recipiente no dia-a-dia marajoara. A inspiração dos desenhos veio do livro Motivos Ornamentais da Cerâmica Marajoara, de autoria de Giovanni Gallo, criador do Museu D’O Marajó, obra já na terceira edição.
As artesãs são participantes do projeto Mulheres de Tucumanduba, realizado pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), em parceria com a ONG Novos Curupiras, com patrocínio do CNPq.
Carlos Gondim, coordenador geral do projeto, destaca que a próxima atividade será a promoção de uma feira que irá apresentar os produtos provenientes das atividades realizadas ao longo do projeto. As peças preservam a cultura local, porque são derivados das matérias-primas encontradas nos ecossistemas da localidade – mangue e campo cerrado. Está prevista ainda a realização do curso “Associativismo e Cooperativismo”, voltado à ampliação da capacidade de geração de renda das participantes. Os interessados podem solicitar os produtos pelo e-mail: ongnovoscurupiras@terra.com.br

Catadores do ABC
Um projeto inovador começa a dar os primeiros passos na região metropolitana de São Paulo e pretende trazer mudanças para o dia-a-dia dos trabalhadores que se dedicam à coleta seletiva pelas ruas das cidades. Trata-se da Rede Gerando Renda – Catadores do ABC, desenvolvida pelo Instituto GEA – Ética e Meio Ambiente, com recursos do Programa Petrobras Fome Zero. Mais de 300 catadores, organizados em cooperativas das cidades de Mauá, São Bernardo, Diadema, Santo André e Ribeirão Pires, são beneficiados pelas ações.
De acordo com Ana Maria Luz, presidente do Instituto, a proposta é de que as cooperativas possam atuar em rede, vendendo seus produtos em conjunto, a fim de obter melhores preços e resultados, evitando assim os atravessadores. Para alcançar a proposta, serão promovidas atividades de gestão empresarial para desenvolver a capacidade administrativa das cooperativas. O levantamento dos pontos fortes e fracos de cada cooperativa já foi iniciado, assim como das quantidades coletadas e valores de retirada mensal dos associados. A partir desses dados, serão montados planos de negócios de cada instituição participante. Num segundo momento, será elaborado um plano para a rede de comercialização conjunta, em que haverá um caminhão disponível para operacionalizar a coleta nos locais e entregar às empresas finais. Informações pelo (11) 3058-1088 ou institutogea@uol.com.br

COMÉRCIO JUSTO NO AR
Experiências bem-sucedidas que utilizam os conceitos de comércio justo e economia solidária ganham as telinhas todas as segundas-feiras, no Canal Futura. Até o dia 7 de maio, os telespectadores poderão conferir a série Comércio Justo e Solidário, uma iniciativa promovida em parceria com o Sebrae e o Fórum de Articulação do Comércio Ético e Solidário (Faces do Brasil). A série conta com dez vídeos de 30 minutos cada, apresentando no total 30 casos de produtores e empresas, além da opinião dos consumidores. Os horários de exibição são 6h30 e 11h30, com reprise aos sábados às 12h30. O Futura pode ser visto pelas televisões por assinatura: Sky, canal 37; NET, canal 32; DirectTV, canal 163; parabólica, polarização vertical 20; e afiliadas do Canal Futura. A produção vai ao ar também aos sábados, às 6h20, na faixa Globo Educação, veiculada pela TV Globo.

EXPOSIÇÃO E OFICINAS DE BORDADOS
O Sesc Pinheiros de São Paulo apresenta, até o dia 8 de abril, a exposição Bordados da Caatinga – Mulheres Bordadeiras do Piauí, resultado de um trabalho social iniciado há mais de 20 anos. O espaço traz para venda peças bordadas por mais de 800 mulheres do município de Dom Inocêncio, no Piauí, beneficiadas pelo projeto que visa a gerar renda para as famílias locais. Durante a exposição, será desenvolvida, entre outras atividades, oficina de confecção de bordados, ministrada por uma das principais integrantes do projeto, a bordadeira Maria da Conceição Leal. A proposta é ainda chamar a atenção de possíveis parceiros que possam oferecer assessoria para a instalação de uma cooperativa entre as bordadeiras. A exposição funciona de terça a sexta das 13h às 21h30; sábados, domingos e feriados das 10h às 18h30, na rua Paes Leme, 195, São Paulo (SP). A entrada é gratuita. Informações sobre as oficinas pelo (11) 3095-9400.



No artigo

x