Brizola será declarado anistiado político

Leonel de Moura Brizola, falecido em 2004, foi prefeito de Porto Alegre, deputado estadual e governador do Rio Grande do Sul, deputado federal pelo Rio Grande do Sul e pelo extinto estado da Guanabara, e...

114 0

Leonel de Moura Brizola, falecido em 2004, foi prefeito de Porto Alegre, deputado estadual e governador do Rio Grande do Sul, deputado federal pelo Rio Grande do Sul e pelo extinto estado da Guanabara, e duas vezes governador do Rio de Janeiro. Ele será declarado nesta segunda-feira, 13, oficialmente anistiado político em sessão da Comissão de Anistia. O pedido foi protocolado, em Brasília, por Marília Guilhermina Martins Pinheiro, companheira de Brizola, que viveu com ele uma união estável de 11 anos. Guilhermina quer ainda que os 15 anos que Brizola viveu no exílio sejam contados como tempo de serviço para efeitos previdenciários.
O presidente da Comissão de Anistia, Paulo Abrão, afirmou que a comissão vai aprovar a anistia post-mortem de Brizola – um dos maiores opositores do regime militar instaurado em 1964 – e, provavelmente, também a contagem de tempo. "É mais um processo marcante, histórico e a comissão tem a possibilidade de apurar e cumprir sua tarefa histórica com os principais personagens da vida pública do país", disse Abrão.

(Com informações de agências)

Leia também

Comissão de Anistia quer ir além das reparações econômicas Por Brunna Rosa

Resgatar e apresentar à sociedade a história do período ditatorial brasileiro é prioridade, afirma o presidente da Comissão, Paulo Abrão Pires Júnior



No artigo

x