Colômbia tem 25 mil desaparecidos nos últimos 20 anos

Ao menos 25 mil pessoas desapareceram na Colômbia nos últimos 20 anos, segundo informações da promotoria geral do país, divulgadas pela rádio Caracol. "O chefe da Unidade de Justiça e Paz da...

100 0

Ao menos 25 mil pessoas desapareceram na Colômbia nos últimos 20 anos, segundo informações da promotoria geral do país, divulgadas pela rádio Caracol.
"O chefe da Unidade de Justiça e Paz da Promotoria, Luis González León, revelou que somente durante os últimos 16 meses a entidade recebeu 17 mil denúncias de desaparecimento de pessoas, principalmente por parte dos grupos paramilitares", afirmou a rádio.

A emissora comparou essa cifra com as "três mil pessoas" desaparecidas no Chile sob o regime de Augusto Pinochet e com as "cerca de 13 mil pessoas" desaparecidas durante a ditadura Argentina, de 1976 a 1983. Segundo organizações de direitos humanos , na Argentina desapareceram cerca de 30 mil pessoas.

O chefe da promotoria colombiana disse que os paramilitares foram os principais responsáveis pelos desaparecimentos na Colômbia, junto com "os grupos guerrilheiros, os cartéis do narcotráfico e a criminalidade comum", que "decidiu assassinar e enterrar em fossas comuns seus inimigos".

O número de desaparecidos foi divulgado um dia após a Comissão Nacional de Reparação e Reconciliação (CNRR) informar, a propósito de um caso específico na cidade de Trujillo, que tem um "registro provisório" de 2.505 massacres na Colômbia, com 14.660 vítimas entre 1982 e 2007.
"A Colômbia tem vivido não só uma guerra de combates, mas também uma guerra de massacres. Apesar disso, a resposta da sociedade não foi tanto o estupor ou o rechaço, mas a rotina e o esquecimento", descreveu o relatório da comissão.

(Com informções da agência ANSA)



No artigo

x