Futepoca: Seleção palestina joga em casa. Pela primeira vez

Foto:AFP Um estádio novo, de grama sintética, com 6,5 mil lugares foi o palco da volta de apresentações da seleção palestina de futebol a seus territórios. O empate em 1 a 1 entre o time...

107 0

Foto:AFP

Um estádio novo, de grama sintética, com 6,5 mil lugares foi o palco da volta de apresentações da seleção palestina de futebol a seus territórios. O empate em 1 a 1 entre o time da casa e a equipe da Jordânia não deve ter tido lances de muita emoção durante os 90 minutos, mas tem um grande significado.

Foi a primeira partida da equipe em seu próprio território desde sua filiação à Fifa, em 1998. Pela organização, é o primeiro jogo oficial da Palestina nessas condições. Aqui há uma galeria de fotos. No Ynet tem outras.

Antes, para jogar com o uniforme verde e branco, os palestinos iam à Jordânia ou ao Egito. Muitos atletas eram barrados nas saídas dos territórios, controladas pelo exército israelense. Na partida realizada em Al-Ram, próximo a Ramallah, mesmo boleiros da Faixa de Gaza puderam comparecer.

O gol palestino saiu em um contra-ataque aos 6 do primeiro tempo. O empate da Jordânia, na segunda etapa, não encontrei.

O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, o da Fifa, Joseph Blatter, e outras lideranças prestigiaram a peleja.

O estádio Faisal Al-Husseini foi erguido com doações da Fifa e de outras organizações da França, da Arábia Saudita, do Comitê Olímpico da Ásia, do xeique Mohammed bin Zayed Al Nahyan, dos Emiratos Árabes Unidos. E, nas palavras de Nadia W. Awad, em artigo no Miftah.org, sobre futebol e paz, "esperamos que Israel não decida destrui-lo pelo interesse da ‘segurança nacional‘" (o artigo vai muito além da partida em si).

Rumo à África do Sul? Quem sabe ao Brasil

Leia mais no blogue Futepoca



No artigo

x