Jornada Internacional de Lutas será realizada em todo o país

Em todo o país, o dia de amanhã, 16,  estará repleto de atividades em várias cidades e manifestações semelhantes em alguns países da América Latina. Os manifestantes reivindicam o direito à terra e à...

118 0

Em todo o país, o dia de amanhã, 16,  estará repleto de atividades em várias cidades e manifestações semelhantes em alguns países da América Latina. Os manifestantes reivindicam o direito à terra e à moradia, lutam contra a criminalização dos movimentos sociais e contra a violência institucional, seja no campo ou nas cidades, além de reivindicarem mais investimentos na saúde e educação.

No Rio de Janeiro o protesto é protagonizado por membros de movimentos sociais, sindicais e estudantis. Na parte da manhã as atividades iniciam com panelaços e apitaços organizados por mulheres do movimento. A concentração será na Praça da Cruz Vermelha, às 10h, no Centro do Rio. De lá, os ativistas seguirão para a Candelária e a passeata seguirá até a Cinelândia.

Dentre as muitas atividades que estarão acontecendo no dia 16, destacam-se o ato continental em favor da soberania alimentar, onde eventos vão ocorrer simultaneamente, em vários países, programados pela Via Campesina, MST e outras entidades sociais.

Os estudantes também participarão da passeata, propondo a defesa das escolas e universidades públicas. De manhã serão realizados eventos contra o Reuni – a reforma universitária que está em andamento no governo Lula- e pela ampliação dos programas de assistência estudantil. Os secundaristas também vão reivindicar passe livre sem restrições em ônibus e metrô e sua extensão para os estudantes universitários. A partir do meio-dia, a manifestação será unificada.

Na Paraíba
Na Paraíba trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade se unirão por volta das 14h no Cassino da Lagoa, seguindo em direção a praça dos três poderes em uma marcha pelo centro da cidade de João Pessoa. Essa ação faz parte da Jornada Nacional de luta por Soberania Energética e Alimentar organizada pela Via Campesina e Pela Assembléia Popular.

Os principais temas de discussões na Paraíba estão sendo o aumento da luz de 15,77%, tornado-se a sétima energia mais cara do país e a segunda mais cara do nordeste, o não cumprimento da Lei – 10.438/2002 que determina a cobrança de tarifa diferenciada para os consumidores que consomem até 220KW/mês, ou seja, a tarifa social de energia e os altos preços dos alimentos, devido à opção do governo federal pelo agronegócio exportador de cana- de- açúcar, soja e eucalipto. Estão sendo realizadas na região Assembléias Populares em vários bairros da cidade de João Pessoa e Santa Rita.

Outro dado preocupante Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura é número de pessoas com fome no mundo que subiu de 850 milhões para 925 milhões em 2007, isso por causa dos altos preços dos alimentos.



No artigo

x