A escolha da capa da Fórum

Os leitores da revista Fórum votaram e definiram Maria da Penha como a personalidade que melhor representa a luta das mulheres no Brasil. Dos 1.238 participantes, 36% a escolheram. Na disputa, que contou com...

142 2

Os leitores da revista Fórum votaram e definiram Maria da Penha como a personalidade que melhor representa a luta das mulheres no Brasil. Dos 1.238 participantes, 36% a escolheram. Na disputa, que contou com divulgação e verdadeiras campanhas promovidas por grupos, partidos e movimentos, a segunda colocada foi a presidente nacional do PSoL e vereadora de Maceió, Heloísa Helena, com 32%. A seguir, vieram as petistas Marina Silva (11%) e Dilma Rousseff (8%). Completaram o quadro Luiza Erundina, com 7% dos votos, Margarida Maria Alves e Clara Charf, ambas com 3%.

A escolha ocorreu em duas etapas, sempre com a pergunta “qual personalidade melhor representa a luta das mulheres no Brasil”. Na primeira fase, as indicações foram espontâneas e as sete mais citadas pelos participantes foram para a etapa final. Em forma de enquete, os internautas puderam votar em quem deveria ser a capa da revista.
Do dia 27 de fevereiro ao dia 5 de março, a disputa foi acirrada e só não teve mais votos porque, em quatro dos sete dias em que a votação ficou no ar, o servidor terceirizado que hospeda a página eletrônica de Fórum apresentou fortes instabilidades. Isso impediu o acesso durante longos períodos de cada dia da escolha.

Diversos movimentos, partidos e ONGs se mobilizaram para a votação. O primeiro a abraçar a campanha foi a página eletrônica do PSoL, que conseguiu uma ampla ação de seus filiados que levou Heloísa Helena a alcançar a liderança em certo momento da disputa. Outros grupos de mulheres, blogues, páginas eletrônicas e partidos políticos se engajaram ou divulgaram a disputa, como os portais Vermelho (página do PCdoB) e o do PT.

Heloísa Helena 
Principal liderança nacional do PSoL, foi candidata do partido à presidência em 2006. Em dezembro de 2003, foi expulsa do PT, partido pelo qual foi eleita senadora por Alagoas. As divergências tiveram início por não ter seguido a orientação da legenda governista na Reforma da Previdência e continuaram com a linha da política econômica adotada pelo governo Lula. Heloísa Helena nasceu em Pão de Açúcar (AL) e tem 46 anos. Professora de enfermagem, foi eleita em 2008 vereadora de Maceió com 7,4% dos votos válidos, a maior votação proporcional do Brasil.

Luiza Erundina 
Foto: José Cruz/AbrFoto:José Cruz/ABr
Deputada federal pelo PSB paulista em terceiro mandato, Luiza Erundina foi a primeira mulher a se sagrar prefeita de São Paulo, em 1988, pelo PT. Nascida em Uiraúna (PB), emigrou para a capital paulista em 1971, por conta da repressão ao movimento no campo realizada pela ditadura militar. Na capital paulista, foi presidente da Associação Profissional das Assistentes Sociais de São Paulo e foi chamada por Lula, junto com outras lideranças sindicais, para fundar o Partido dos Trabalhadores em 1979. Em 1982, foi eleita vereadora na capital paulista e quatro anos mais tarde, deputada estadual. Atualmente, está engajada nas discussões sobre a Conferência Nacional de Comunicações.

Dilma RousseffDivulgação
Mineira de 61 anos, foi a primeira mulher a exercer o cargo de ministra-chefe da Casa Civil, que ocupa até hoje. A visibilidade alcançada no cargo e a escolha do presidente Lula de fazê-la sua pré-candidata à sucessão colocam Dilma em posição de destaque na política nacional. Durante a ditadura militar, participou da luta armada, foi presa e torturada entre 1970 e 1973. Formou-se pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e foi secretária da Fazenda de Porto Alegre (1986-88), presidente da Fundação de Economia e Estatística do Estado do Rio Grande do Sul (1991-93) e secretária de estado de Energia, Minas e Comunicações (1993-94 e 1999-2002). Filiou-se ao PT em 1999, quando ocupou a secretaria de Minas e Energia do governo Olívio Dutra.

Marina Silva 
Foto: Marcello Casal/ABrFoto: marcello Casal/ABr
Aos 51 anos, a acreana de Breu Velho do Seringal Bagaço é símbolo da luta dos seringueiros. Passou a infância e parte da adolescência na coleta da seringa e só se alfabetizou aos 16 anos, quando se mudou para Rio Branco. Lutou com Chico Mendes pelos direitos dos povos da floresta e, em 1988, foi eleita vereadora da capital do Acre. Em 1990, elegeu-se deputada estadual e, com 36 anos, em 1994, tornou-se a mais jovem senadora do país. Foi eleita pelo jornal britânico The Guardian uma das 50 pessoas que podem salvar o mundo. Indicada como ministra do Meio Ambiente em 2002, no primeiro mandato do presidente Lula, deixou o cargo em 2008.



No artigo

2 comments

  1. lenemartins

    quero saber mais desta mulher é um exemplo de vida e muito determinada me lendro dela quando jovem e ouvi muito pouco de Chico mendes pois na adolencência não ligamos muito para o futuro e sim o presente. beijos lene.

  2. lenemartins

    quero saber mais desta mulher é um exemplo de vida e muito determinada me lendro dela quando jovem e ouvi muito pouco de Chico mendes pois na adolencência não ligamos muito para o futuro e sim o presente. beijos lene.

Comments are closed.


x