Acnur condena onda de violência na Colômbia

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) condenou a onda de ameaças de morte que tem ocorrido na Colômbia por parte de grupos armados contra ativistas sociais e de direitos humanos. O comissariado denunciou...

138 0

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) condenou a onda de ameaças de morte que tem ocorrido na Colômbia por parte de grupos armados contra ativistas sociais e de direitos humanos.

O comissariado denunciou que recentemente foram distribuídos panfletos assinados por um desses grupos armados ilegais com ameaças contra diversas entidades estatais e organizações de direitos civis e humanos.

A Defensoría del Pueblo (órgão público de defesa dos direitos humanos) seria a entidade mais ameaçada, porque lançou uma série de chamados para alertar a população de algumas regiões sobre a grave situação de desrespeito aos direitos humanos.

Comunidades indígenas, líderes sociais e representantes de refugiados estão todos sob ameaça, anunciou a Acnur. Em alguns casos, as vítimas tiveram que deixar suas comunidades; em outros, as ameaças foram de fato levadas a cabo, com o assassinato de líderes.

O Acnur ainda declarou temer que estes novos grupos ilegais possam dar um novo impulso aos movimentos armados da população, em um país que conta com 3 milhões de refugiados internos.

Com informações da Ansa.



No artigo

x