Alemanha e França são primeiros países europeus a se recuperarem da crise

A recessão econômica que já fazia parte do vocabulário dos economistas europeus começou a deixar o continente. No segundo semestre do ano, Alemanha e França registraram crescimento em seus PIBs em 0,3% ambas, quebrando...

278 0

A recessão econômica que já fazia parte do vocabulário dos economistas europeus começou a deixar o continente. No segundo semestre do ano, Alemanha e França registraram crescimento em seus PIBs em 0,3% ambas, quebrando um jejum de um ano em queda.

O crescimento desses países vem antes dos Estados Unidos e da Inglaterra, que no segundo semestre deste ano viu seu PIB diminuir em 0,8%. Nos EUA, a situação é estabilização: as exportações voltaram a subir e o desemprego diminuiu, apesar de um ritmo menor do que o esperado pelos economistas.

A ministra da Economia da França afirmou, em entrevista à imprensa hoje, 13, que o aumento das exportações e do consumo interno, de 0,4%, explicam o resultado. O Insee, instituto francês de estatísticas, esperava que a atividade econômica ainda continuasse em queda de 0,6% no segundo trimestre. Já o Banco da França previa um recuo de 0,4%.

Hoje, na Alemanha, as principais bolsas abriram em alta por conta da divulgação dos dados apontando para a recuperação econômica do país. Porém, apesar do PIB ter aumentado com relação ao primeiro trimestre, ainda em comparação com o meso período do ano passado, o PIB registrou queda de 7,1%.

A Inglaterra também dá sinais de que pode voltar a crescer ainda neste ano. No segundo trimestre, o PIB do país caiu 0,8%, o quinto resultado negativo seguido.

Com informações de agências.



No artigo

x