Brasil vai contestar junto à OMS retenção de remédios na Holanda

O governo brasileiro vai contestar na sexta-feira, 23, durante a reunião do conselho executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), contra a retenção de um carregamento do medicamento Losartan, que é usado para combater...

112 0

O governo brasileiro vai contestar na sexta-feira, 23, durante a reunião do conselho executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS), contra a retenção de um carregamento do medicamento Losartan, que é usado para combater a hipertensão arterial.

A retenção de uma carga do princípio ativo do medicamento genérico Losartan -usado no controle da hipertensão- causou um incidente diplomático entre Brasil e Holanda. A carga, importada pela brasileira EMS, vinha da Índia e ficou presa no porto de Roterdã, sob alegação de ser pirateada.  No Brasil e na Índia, o medicamento não é protegido por patente e pode ser importado. Na Holanda, porém, o laboratório alemão Merck é o detentor dos direitos do Losartan e acabou solicitando a retenção.

Para o governo brasileiro, a atitude das autoridades holandesas é um "grave retrocesso" no acesso universal aos medicamentos. Uma resolução da OMS (Organização Mundial da Saúde) diz que a disputa por patentes não deve ser confundida com pirataria e falsificação.

(Com informação de agências)



No artigo

x