Candidato da direita vence primeiro turno no Chile

O candidato da Coalizão pela Mudança e empresário Sebastián Piñera recebeu 44,23% de votos nas eleições ocorridas neste último domingo, 13, para a presidência do Chile. Como resultado, a eleição irá para o segundo...

139 0

O candidato da Coalizão pela Mudança e empresário Sebastián Piñera recebeu 44,23% de votos nas eleições ocorridas neste último domingo, 13, para a presidência do Chile. Como resultado, a eleição irá para o segundo turno, concorrendo com Piñera o candidato da situação, Eduardo Frei, que recebeu 30,5% dos votos. O segundo turno ocorrerá no dia 17 de janeiro.

Frente à possibilidade de vitória do candidato de direita, a atual presidente Michelle Bachelet já anunciou que convocará aliados de esquerda para derrotar o principal adversário da coalizão governista Concertación. Ministros e presidentes de partidos aliados já foram convidados para buscarem aliados para vencer o segundo turno.

Jorge Arrate, da aliança esquerdista Juntos Podemos Mais, é um dos possíveis aliados para o segundo turno. Ele recebeu 5,86% dos votos no último domingo, mas já anunciou que a aliança deverá ser programática. "Não estamos para entregar um cheque em branco a ninguém", disse. "Hoje à noite se inicia outra etapa e vamos manter a palavra, fazer nossa parte e unir forças para derrotar a direita”.

Marco Enríquez-Ominami, deputado e candidato independente à presidência, porém, avisou que não está disposto a fazer campanha para nenhum dos dois candidatos ao segundo turno. Ominami recebeu 19,39%.

Caso Piñera vença no segundo turno, será o primeiro candidato de direita a ocupar a presidência em 20 anos, após o fim do governo Pinochet.

Com informações de agências.



No artigo

x