Criação de portal com arquivos da ditadura acaba com “cultura de segredo de Estado”, diz Dilma

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, disse hoje, 13, que a criação de um portal para colocar à disposição da população, na internet, documentos sobre a ditadura militar acaba com a “cultura...

132 0

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, disse hoje, 13, que a criação de um portal para colocar à disposição da população, na internet, documentos sobre a ditadura militar acaba com a “cultura do segredo de Estado”.

“Ela [a cultura do segredo de Estado] está sendo superada pelos esforços do governo e da sociedade”, disse a ministra.

O portal Memórias Reveladas vai disponibilizar informações do período de 1º de abril de 1964 a 15 de março de 1985. Os documentos foram recolhidos dos extintos Serviço Nacional de Informações (SNI), Conselho de Segurança Nacional (CSN) e Departamento de Ordem Política e Social (Dops).

O governo vai enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei para regulamentar o acesso da população às informações sobre o período militar. Também foi assinado hoje, durante evento no Palácio Itamaraty, uma portaria para que os arquivos sobre a ditadura militar em mãos de particulares sejam entregues ao governo.



No artigo

x