Direitos humanos na tela

Dezesseis capitais brasileiras receberão, entre os dias 5 e 11 de novembro, a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. A abertura da mostra acontecerá na segunda-feira, no CineSesc em São...

144 0

Dezesseis capitais brasileiras receberão, entre os dias 5 e 11 de novembro, a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul.

A abertura da mostra acontecerá na segunda-feira, no CineSesc em São Paulo, às 20h, com a exibição de "Unidade 25", de Alejo Hojiman e "Corais, a Cidade Reiventada", de Inês Cardoso.

Com 39 títulos na programação, a mostra itinerante apresenta produções recentes de países sulamericanos, que abordam questões referentes aos direitos humanos como preconceito racial, diversidade sexual, proteção da criança e do adolescente, saúde mental, tortura e trabalho escravo, entre outros.

Entre os destaques está o documentário “O Cavaleiro Negro”, que resgata o heroísmo de Harald Edelstam, embaixador sueco em Santiago do Chile durante o golpe militar contra Salvador Allende, e o documentário "Garapa", de José Padilha, que trata sobre a questão da erradicação da fome e da extrema pobreza no país.

Além da capital paulista, a mostra passará por Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Maceió, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Teresina.

A 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é uma realização da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, com patrocínio da Petrobras e produção da Cinemateca Brasileira, com apoio do SESC/SP, da TV Brasil e do Ministério das Relações Exteriores. Todas as exibições tem entrada franca.

A programação do evento e os locais de exibição podem ser conferidos na página da Mostra, http://www.cinedireitoshumanos.org.br/2009/index.php.

Com informações da Agência Brasil de Fato.



No artigo

x