Governo do RJ esconde favelas de Comitê Olímpico

Na última semana de maio uma equipe do COI esteve presente na cidade do Rio de Janeiro para avaliar se a cidade está preparada para receber a Olimpíada de 2016. A cidade é candidata...

274 0

Na última semana de maio uma equipe do COI esteve presente na cidade do Rio de Janeiro para avaliar se a cidade está preparada para receber a Olimpíada de 2016. A cidade é candidata desde xx e o comitê organizador da candidatura carioca tem realizado campanha pela cidade.

No dia 29 de abril, um filme de 5 minutos realizado pelo comitê foi apresentado ao COI mostrando imagens da cidade maravilhosa, suas praias, belezas naturais, infra-estrutura central, mas esqueceu-se de mostrar imagens das favelas, visíveis para qualquer visitante no Rio de Janeiro.

O vídeo foi apresentado para 13 especialistas do COI, junto ao prefeito da cidade, Eduardo Paes, ao governador, Sérgio Cabral, e ao ministro dos esportes. A intenção era mostrar aos integrantes do COI como estaria a cidade no ano da competição.

O diretor de marketing do comitê brasileiro, Leonardo Gryner, disse que a omissão não teria sido deliberada. O filem mostrava a cidade dividida em quatro áreas: Copacabana (zona sul), Barra da Tijuca (zona oeste), Deodoro (zona oeste) e Maracanã (zona norte), sem que nenhuma houvessem favelas aparecendo. Tanto as perspectivas mais fechadas quanto algumas paisagens mais panorâmicas também não incluíam as favelas cariocas.

Em entrevista, o diretor de esportes do comitê e ex-atleta Agberto Guimarães afirmou que objetivo era ressaltar a natureza privilegiada da cidade para chamar a atenção dos avaliadores do comitê olímpico.

Especialistas afirmam que o Rio de Janeiro tem chances de sediar as olimpíadas por já ter sediado os Jogos Pan-Americanos de 2007.

Com informações da Folha de São Paulo e agências.



No artigo

x