Histeria antiterror volta a tomar conta dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, determinou que seja feita uma revisão das medidas de segurança aérea no país em consequência do incidente no qual um homem nigeriano é acusado de tentar explodir...

170 1

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, determinou que seja feita uma revisão das medidas de segurança aérea no país em consequência do incidente no qual um homem nigeriano é acusado de tentar explodir um avião que ia para Detroit no último dia 25. O episódio ressuscitou a histeria antiterror que tomou conta dos Estados Unidos durante a gestão de George Bush.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse em uma entrevista à rede de TV ABC News que Obama determinou que se apure como o suspeito, de 23 anos, conseguiu embarcar em um vôo da Northwest Airlines que havia saído de Amsterdã, apesar de já ser alvo de uma investigação por parte das autoridades de segurança.

"O presidente pediu ao Departamento de Segurança Nacional que responda francamente à questão muito concreta de como alguém com uma substância tão perigosa como PETN (sigla para tetranitrato de pentaeritritol, um poderoso explosivo) pôde embarcar em um avião", disse Gibbs.

O PETN é a mesma substância com a qual o homem do sapato-bomba, Richard Reid, tentou explodir um voo transatlântico em 2001. O porta-voz afirmou que a revisão incluirá os "mecanismos de detecção aérea" e um sistema de listas de suspeitos usado pelas autoridades americanas para categorizar indivíduos progressivamente segundo o que elas acreditam ser seu potencial de perigo.

Uma primeira lista contém 550 mil nomes de indivíduos que são "observados", uma segunda reduz o número para 18 mil e uma terceira abrange 4 mil pessoas que não têm autorização para embarcar em voos no país.

Umar Farouk Abdulmutallab foi colocado na lista de menor risco no ano passado, depois que seu pai, um proeminente banqueiro nigeriano, alertou as autoridades sobre o comportamento do filho. Entretanto, os investigadores não reuniram evidências para justificar sua inclusão entre os indivíduos considerados mais ameaçadores.

"O presidente pediu que seja feita uma revisão para garantir que todas as informações cheguem aonde têm de chegar, às pessoas que tomam as decisões. O presidente quer revisar esses procedimentos e ver se precisam ser atualizados", disse Gibbs, observando que o número de pessoas na lista menos perigosa é "imenso".

Polícia invade avião
Um exemplo do clima de histeria que voltou a assombrar os americanos aconteceu neste domingo (27), quando a polícia foi chamada pela tripulação do voo Northwest Airlines, que fazia a rota Amsterdã-Detroit, após um passageiro adotar um comportamento suspeito. O voo é o mesmo que sofreu a tentativa de ataque na quinta-feira.

Desta vez, o "suspeito", que foi preso, se trancou no banheiro antes da aterrissagem do avião e mostrou um comportamento agressivo quando a tripulação pediu para que saisse, de acordo com a rede americana NBC. Todas as 256 pessoas a bordo da aeronave foram retiradas com segurança.

Por Vermelho.



No artigo

1 comment

  1. Artur

    É o terrorismo vai continuar por que os americanos são injustos com o resto do mundo essa é verdade!! isso ficou muito pior com Bush no poder. Quando Obama assumiu deu uma melhorada por que vem fazendo políticas melhores que Bush está se preocupando mais com o meio ambiente, acabou com a prisão de Guantánamo, ele não é tão tirano com os estrageiros nos Estados Unidos, está criando saúde pública e universal para os americanos, está retirando as tropas do Iraque isso foi muito bom, mas outros continuam Ex: mandou vários soldados ao Afeganistão!! e recriminam os mulçumanos fazendo isso, se meteu na política da américa latina, e ainda faz sansões a Coréia do Norte, ao Irã e Cuba!! esses problemas são históricos do império americano.Em 2.010 teremos mais ataques terroristas infelizmente!!! quem paga é o povo não seus governantes ianques.

Comments are closed.


x