Homossexuais planejam "beijaço" em frente a Centro Acadêmico da USP

A comunidade LGBT se revoltou com o episódio da expulsão de um casal gay de uma festa na Universidade de São Paulo (USP) no dia 10 deste mês e programaram um beijaço para o fim da...

200 0

A comunidade LGBT se revoltou com o episódio da expulsão de um casal gay de uma festa na Universidade de São Paulo (USP) no dia 10 deste mês e programaram um beijaço para o fim da tarde desta sexta-feira, 31, em frente ao Centro Acadêmico (CA) de Veterinária, local de onde os dois foram expulsos. A ação está prevista para acontecer por volta das 22h.

Os estudantes de letras José Eduardo Góes, de 18 anos, e Jarbas Rezende Lima, de 25, registraram um boletim de ocorrência contra o CA por constrangimento ilegal e lesão corporal na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), na terça-feira, 28. Os rapazes contam que, durante a festa, por volta da 1h30, o DJ interrompeu o som, as luzes foram acessas e o casal gay foi repreendido porque se beijava.

“O DJ ficou apontando. Acredito que um casal heterossexual não teria sido tão exposto e agredido", afirma Lima. "Em segundos, um cara nos arrancou de lá". A festa acabou no momento da confusão e a Guarda Universitária foi chamada, mas, segundo os estudantes, os funcionários disseram que nada poderiam fazer.

Em nota, a direção do Centro Acadêmico informou que a festa foi interrompida porque os garotos exageraram no beijo. A entidade rebate a acusação de homofobia e diz que há estudantes homossexuais que freqüentam o local e nunca foram discriminados. O CA diz que procurou os rapazes para resolver o "mal entendido", mas não foi possível acertar um horário.

(Com informações do G1)



No artigo

x