IQD de abril indica reversão da instabilidade

O Índice de Qualidade do Desenvolvimento (IQD) referente ao mês de abril, calculado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostra pela primeira vez desde o começo da crise internacional que a qualidade do...

197 0

O Índice de Qualidade do Desenvolvimento (IQD) referente ao mês de abril, calculado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostra pela primeira vez desde o começo da crise internacional que a qualidade do desenvolvimento brasileiro voltou a crescer. O índice, divulgado nesta quinta-feira, dia 9, atingiu 226,89 pontos no quarto mês do ano, um aumento em relação aos 221,25 de março. A escala do IQD vai de 0 a 500. Índices de 200 a 300 pontos são considerados instáveis.

O IQD é resultado de três índices: Índice de Qualidade do Crescimento, Índice de Qualidade da Inserção Externa e Índice de Qualidade do Bem-Estar. Em abril, o primeiro atingiu 200,25 pontos, enquanto o segundo ficou em 189,19, e o terceiro em 305,56. A inserção externa ainda é considerada ruim especialmente devido à queda na participação de produtos manufaturados nas exportações do País.

No entanto, o Índice que Qualidade da Inserção Externa referente a abril demonstrou evolução quando comparado ao de janeiro (182,43) e representa a melhor marca naquele intervalo de quatro meses. Já o Índice de Qualidade do Bem-Estar ficou estável em relação a março.

Os números do IQD gerados até janeiro de 2009 apresentaram variações negativas fortes. A partir de fevereiro, porém, observou-se uma mudança na tendência vivida pela economia do País. Em abril, pela primeira vez desde o agravamento da crise, em setembro de 2008, o índice permitiu especular que a economia dá sinais claros de reversão do quadro de instabilidade.

Com informações de O Economista.



No artigo

x