Júri absolve PM acusado da morte de menino de 3 anos no Rio

Rio de Janeiro – O cabo William de Paula, acusado de matar o menino João Roberto, de 3 anos, foi absolvido na madrugada de hoje (11) da acusação de homicídio qualificado. Ele ficará detido...

208 1

Rio de Janeiro – O cabo William de Paula, acusado de matar o menino João Roberto, de 3 anos, foi absolvido na madrugada de hoje (11) da acusação de homicídio qualificado. Ele ficará detido em regime aberto por sete meses e durante um ano terá que prestar serviços à comunidade.

Após sete horas de julgamento, os sete jurados consideraram que o policial militar cometeu crime de lesão corporal contra a mãe e o irmão de João Roberto.

João Roberto foi morto em julho, na Tijuca, zona norte da cidade, quando o carro em que estava com a mãe e o irmão foi alvejado17 vezes por policiais militares. Os policias disseram que confundiram o carro com o de bandidos, durante perseguição.

A mãe de João Roberto contou que chegou a jogar uma bolsa de criança para fora do carro como forma de indicar que havia inocentes no carro, mas o filho já havia sido atingido por um projétil.

A juíza concedeu o pagamento de tratamento psiquiátrico para os pais, o irmão e os avós da criança assassinada.

O Ministério Público já entrou com recurso, alegando que a decisão foi contrária à prova dos autos.

Flávia Villela, da Agência Brasil.

Leia mais sobre o caso aqui.



No artigo

1 comment

  1. Hermes Halley

    Mais um crime da PM. Mais um policial que não foi punido. Até quando? Tento fazer uma comparação entre aqui onde a polícia mata seres humanos como se mata moscas e que não há qualquer reação de ativistas, políticos, mídia, “intelectuais“, e na Grécia onde a morte de um jovem de 15 anos causou e tem causado fúria, rebedlia, destruição naquele país e em outros na Europa. É, então vida longa à PM fascista e ao silêncio dos humilhados. Mas o fogo da vingança (seja ele revolucionário ou não) um dia pode surgir, assim do nada, como outro dia desses surigiu aqui mesmo no Brasil.

Comments are closed.


x