Kassab corta pessoal e congela orçamento para conter gastos públicos

O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (DEM) anunciou que irá congelar nos próximos três meses quase R$ 7 bilhões do orçamento da cidade para 2009, o que representa mais de 25% do total...

182 0

O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (DEM) anunciou que irá congelar nos próximos três meses quase R$ 7 bilhões do orçamento da cidade para 2009, o que representa mais de 25% do total previsto para o ano. Além disso, anunciou também que irá cortar 30% dos cargos em comissão. Até o dia 15, a prefeitura vai divulgar a lista de obras que serão interrompidas por conta do congelamento de verbas.

Segundo Kassab, a medida é uma tentativa de contornar os efeitos da crise global na cidade. “O importante é que façamos o maior corte de custeio possível, para que a gente possa enxugar a máquina e dar um exemplo para o Brasil”, afirmou o prefeito. Nos dez primeiros meses de 2008, o gasto da prefeitura com o funcionalismo público equivaleu a 31,11% do orçamento, e a meta é reduzir esse índice em 2009 para 28,3%.

Ontem, 8, o prefeito visitou o Jardim Nove de Julho e assegurou que as obras de canalização e urbanização do Córrego Aricanduva não serão afetadas. Durante a solenidade de posse na Câmara dos Vereadores, Kassab também se comprometeu a não interferir nas obras de saúde, educação e transportes.

Só resta saber o que será afetado, já que ainda não houve nenhum detalhamento sobre quais obras serão interrompidas. No entanto, alguns compromissos de campanha serão comprometidos, como a promessa de destinar R$ 1 bilhão ao metrô e de congelar as tarifas cobradas no transporte coletivo.

O valor a ser contingenciado nos próximo trimestre é suficiente para construir 140 hospitais. As obras em curso terão o ritmo diminuído e as novas obras previstas para o início deste ano serão adiadas.

Com informações do Valor Econômico.



No artigo

x