Lula: “Comunidade internacional exige que Zelaya reassuma”

No discurso de abertura da Assembleia da Organizações das Nações Unidas (ONU). o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, reiterou que é preciso ficar atento à "inviolabilidade" da embaixada brasileira na capital hondurenha, Tegucigalpa,...

139 0

No discurso de abertura da Assembleia da Organizações das Nações Unidas (ONU). o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, reiterou que é preciso ficar atento à "inviolabilidade" da embaixada brasileira na capital hondurenha, Tegucigalpa, onde o líder político legítimo de Honduras, Manuel Zelaya, está abrigado desde a última segunda-feira e reforçou a defesa de seu rertorno à presidência.     

"A comunidade internacional exige que Zelaya reassuma imediatamente a presidência de seu país e deve estar atenta à inviolabilidade da missão diplomática brasileira na capital hondurenha", observou Lula. 

Segundo ele, é necessária uma organização representativa o suficiente para "enfrentar ameaças à paz mundial". Ele disse que, sem vontade política, não será possível evitar "situações que conspiram contra a paz, o desenvolvimento e a democracia" no mundo.

"Sem vontade política persistirão anacronismos como o embargo contra Cuba. Sem vontade política continuarão a proliferar golpes de estado como o que derrocou o presidente constitucional de Honduras, José Manuel Zelaya, que se encontra, desde segunda-feira, refugiado na embaixada do Brasil em Tegucigalpa", colocou



No artigo

x