Morre Boris Yefimov, cartunista que satirizou os inimigos soviéticos

Morreu aos 108 anos o cartunista soviético Boris Yefimov, que satirizou Adolf Hitler e os Estados Unidos. A caricatura que Yefimov fez de Hitler, na qual ele aparece como um lunático, foi publicada em...

144 0

Morreu aos 108 anos o cartunista soviético Boris Yefimov, que satirizou Adolf Hitler e os Estados Unidos. A caricatura que Yefimov fez de Hitler, na qual ele aparece como um lunático, foi publicada em jornais soviéticos durante a 2ª Guerra Mundial e tinha o objetivo de manter a moral dos militares. Os soldados do Exército Vermelho recortavam suas charges dos jornais e as levavam no bolso.

Em entrevistas, Yefimov disse que o líder nazista o pôs numa lista de figuras soviéticas que seriam enforcadas em Moscou, após capturadas. Sob as ordens do ditador Josef Stalin, ele satirizou os Estados Unidos, desenhando um Tio Sam cheio de mísseis e uma nota de um dólar, caso os leitores não entendessem a piada. Ele recebeu a maior honraria da União Soviética pelo seu trabalho.

O cartunista começou sua carreira quando os bolcheviques assumiram o poder, em 1917. "Boris Yefimov é o mais político de nossos artistas gráficos", disse Trotsky no prefácio de um de seus livros de charges, publicado em 1924.

(Com informações da Reutears)



No artigo

x