Movimento negro da Bahia denuncia rede de TV

Segundo Vilma Reis, coordenadora do CDCN, os responsáveis pelos programas já foram notificados anteriormente pelo movimento negro, mas não cumpriram o pedido. Eles alegam que seria censura por parte do movimento. Porém, Vilma defende:...

101 0

Segundo Vilma Reis, coordenadora do CDCN, os responsáveis pelos programas já foram notificados anteriormente pelo movimento negro, mas não cumpriram o pedido. Eles alegam que seria censura por parte do movimento. Porém, Vilma defende: “isso não é discurso sobre censura, mas sobre violações de direitos humanos. É garantir a dignidade da população negra”.

De acordo com Vilma, os programas televisivos tem caráter sensacionalista . As imagens mostram perfurações de balas e brigas, além disso, a equipe de reportagem entra na delegacia, com a permissão do delegado, para entrevistar presos negros.

O CDCN e demais organizações do movimento negro foram ao Ministério Público ontem para exigir que este retome o termo de ajustamento de conduta. Além disso, querem que o delegado chefe do estado da Bahia proíba que os demais delegados abram as portas da delegacia pra expor a população negra.

Para Vilma a ida ao ministério se justifica pois “se a comunicação é de concessão pública cabe ao poder público controlar a ação”. O nome da rede de televisão não foi divulgado pelo movimento.

Com informações da Agência Pulsar.



No artigo

x