Mulheres violadas na ditadura peruana são destaque em festival de cinema latinoamericano

"Isto é para o Peru. Isto é para o nosso país", afirmou Claudia Llosa, diretora do filme “La Teta Asustada”, que escandalizou o público internacional e recebeu o Urso de Ouro no início do...

287 2

"Isto é para o Peru. Isto é para o nosso país", afirmou Claudia Llosa, diretora do filme “La Teta Asustada”, que escandalizou o público internacional e recebeu o Urso de Ouro no início do ano no Festival de Berlim. Em cena, a mãe da protagonista, violentada pela polícia política da ditadura militar peruana, transmite à filha o medo pelo leite, enquanto uma batata colocada em sua vagina para evitar estupros cresce dentro de seu corpo. Essa e outras imagens que aproximam o filme do realismo fantástico abrirão o Festival de Cinema Latino-americano de São Paulo, que chega a sua 4ª edição neste ano.
De terça a domingo, sete salas de cinema de São Paulo apresentarão durante quase o dia inteiro filmes latino americanos, além de abrirem espaço para debates entre cineastas. Um dos destaques da programação é a apresentação de “Rude e brega”, novo longa-metragem do mexicano Carlos Cuarón (de “E Sua Mãe Também”).

Dois irmãos começam no futebol de várzea e, com a profissionalização, percebem como suas vidas se alteram com a escolha pelo futebol e se aproximam da vida dos grandes jogadores-astros. Apesar de mexicano, a história é bem conhecida do torcedor brasileiro, que vê a rápida ascensão e queda de seus jogadores nos times internacionais.

O festival também traz filmes brasileiros, como a pré-estréia de “Quanto Dura o Amor?”, de Roberto Moreira (de “Contra Todos”), “No Meu Lugar”, de Eduardo Valente, “Amizade”, de Sérgio Muniz e “Meu Mundo em Perigo”, de José Eduardo Belmonte . De brasileiro ainda teremos a homenagem a Nelson Pereira dos Santos, que já dirigiu 37 filmes, inclusive “Vidas Secas”.

Os filmes serão passados nas salas do Memorial da América Latina, no Cinesesc, no MIS – Museu da Imagem e do Som, na Cinemateca Brasileira, no CinUSP “Paulo Emílio” e no Tetatro Cacilda Becker. Confira a programação completa aqui.



No artigo

2 comments

  1. Sônia

    O título “Mulheres violadas na ditadura peruana é destaque em festival de cinema latinoamericano“ está sem concordãncia verbal. Seria melhor começar com “o filme que trata de “, senão fica “mulheres violadas é destaque“. Estranho.

  2. Sônia

    O título “Mulheres violadas na ditadura peruana é destaque em festival de cinema latinoamericano“ está sem concordãncia verbal. Seria melhor começar com “o filme que trata de “, senão fica “mulheres violadas é destaque“. Estranho.

Comments are closed.


x