O FSM e a construção do novo pensamento

Quem não acredita em processos construídos de forma coletiva desdenha de iniciativas como o Fórum Social Mundial. O mantra repetido por esse tipo de gente é o de que iniciativas assim não dão em...

124 0

Quem não acredita em processos construídos de forma coletiva desdenha de iniciativas como o Fórum Social Mundial. O mantra repetido por esse tipo de gente é o de que iniciativas assim não dão em nada. A história não cansa de desmentir tal tese.

No final deste último janeiro a região metropolitana de Porto Alegre e a cidade de Salvador receberam dois fóruns. O primeiro celebrou o aniversário de 10 edições do evento; o segundo debateu, principalmente, soluções para as muitas crises que se vive no mundo, como a financeira e a ambiental. Ambos cumpriram seus papéis e mostraram a vitalidade do processo.

Mais do que isso, nos muitos balanços que se produziram em ambos os estados pôde-se perceber que o FSM foi fundamental para a construção de um novo pensamento e uma nova militância no planeta.

No depoimento que deu em Canoas, o professor Paul Singer registrou que foi nos fóruns que a economia solidária encontrou espaço para se constituir no grande movimento que é hoje. Esta revista já registrou isso algumas vezes. Mas feito pelo seu grande teórico e animador, o registro ganha outra dimensão. E não foi só com a economia solidária que isso se deu. Inúmeros movimentos se tornaram planetários por conta do Fórum Social Mundial. E, o mais importante, a sociedade civil que luta por um outro mundo possível se internacionalizou a partir daquele janeiro de 2001.

Há muitas questões ainda a serem enfrentadas sobre o futuro do evento e do processo. E isso pode parecer um risco. Mas esta revista tem a convicção de que não é. Pelo contrário. É a força que move o Fórum. A da multiplicidade.

Engana-se quem pensa que o FSM perdeu força porque reuniu um número menor de pessoas do que em outras edições. Isso é pura bobagem. Até porque mais do nunca o mundo precisa das alternativas produzidas por aqueles que se encontram no Fórum.

Tanto do ponto de vista teórico, como das propostas que eles vêm colocando em prática para enfrentar as grandes questões da humanidade.

Essa matéria é parte integrante da edição impressa da Fórum 83. Nas bancas.



No artigo

x