Petrobras investirá em centro internacional de pesquisa

A Petrobras vai investir US$ 10 milhões na construção de um centro internacional de pesquisa para a área do pré-sal, no Parque tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em uma área...

223 0

A Petrobras vai investir US$ 10 milhões na construção de um centro internacional de pesquisa para a área do pré-sal, no Parque tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em uma área de 8 mil metros quadrados, ao lado do Laboratório Oceânico (Lab Oceânico) da Coordenadoria dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia (Coppe).  Para isso foi assinado um convênio entre a Petrobras, a UFRJ e uma empresa da área de suprimento em tecnologia e soluções para a indústria de petróleo e gás (Schlumberger).

O convênio é o primeiro resultado de um acordo de cooperação tecnológica firmado em fevereiro pela Petrobras. Com o objetivo de desenvolver pesquisas para os reservatórios do pré-sal, foram negociados quatro projetos – de tecnologias eletromagnéticas para melhorias na caracterização de reservatórios profundos, de tecnologias de análise de dados sísmicos, também para melhorar a caracterização dos reservatórios, de tecnologia de ressonância magnética nuclear, destinado à caracterização de reservatórios complexos e de sensores eletroquímicos e outros seis projetos que estão em fase de negociação. 

A instalação do centro de pesquisa para o pré-sal é parte de uma estratégia da Petrobras de fomento à formação de um parque tecnológico de ponta em território nacional que envolve três fatores: incremento da infraestrutura experimental da própria Petrobras; investimentos em universidades e institutos de pesquisa brasileiros para a construção de novos laboratórios de padrão internacional e atração de fornecedores estratégicos em atividades voltadas para o desenvolvimento de tecnologia. 

Até o fim de 2009, cinco empresas nacionais e internacionais instalarão novos centros de pesquisa voltados para a exploração e a produção de petróleo na área do pré-sal no Parque Tecnológico da UFRJ, o que proporcionará investimentos de R$ 500 milhões nos próximos três anos.
O diretor do Parque Tecnológico, Maurício Guedes, ressalta não ter dúvidas de que a descoberta do pré-sal está sendo fundamental para atrair o grande número de investimentos. "O Brasil tem cada vez maior importância no cenário econômico-político internacional e a descoberta do pré-sal coloca o país em um patamar inimaginável até há bem pouco tempo no setor de petróleo e, por ser um petróleo localizado abaixo da camada do sal, se impõe às empresas um desafio tecnológico nunca antes enfrentado”, diz.

Com informações da Agência Brasil  

 



No artigo

x