Senadores culpam cúpula de Bush por abusos em Abu Ghraib e Guantánamo

Um relatório divulgado nesta quinta-feira, 11, pelos líderes da Comissão de Serviços Armados do Senado americano culpa os profissionais da cúpula do governo de George W. Bush, como o ex-secretário de Defesa, Donald Rumsfeld,  pelos...

164 0

Um relatório divulgado nesta quinta-feira, 11, pelos líderes da Comissão de Serviços Armados do Senado americano culpa os profissionais da cúpula do governo de George W. Bush, como o ex-secretário de Defesa, Donald Rumsfeld,  pelos abusos cometidos por tropas americanas nos interrogatórios em Abu Ghraib, no Iraque, e em Guantánamo, em Cuba, de acordo com reportagem do jornal "The New York Times".

O documento, assinado pelo senador do Arizona John McCain, candidato derrotado para a Presidência neste ano, e pelo senador de Michigan Carl Levin, líder democrata na comissão, rejeita os abusos cometidos em interrogatórios e quaisquer alegações de que os integrantes da Secretaria de Defesa desconheciam a situação daqueles prisioneiros.

O "NY Times" afirma que, conforme o relatório, os abusos em Abu Ghraib "não foram apenas resultado de alguns soldados agindo por si só", mas recebeu aprovação de Rumsfeld e outros dois oficiais, que "corroboraram a mensagem de que pressões físicas e degradação eram um tratamento apropriado para os detentos".

O jornal ressalta que Rumsfeld aprovou o uso de técnicas duras contra presos em dezembro de 2002, porém retirou o aval um mês depois. Ainda assim, para os senadores, foi suficiente para que técnicas como o uso de nudez forçada e de posições desconfortáveis se espalhasse pelo sistema prisional militar.

O relatório foi feito com base em um inquérito que durou 18 meses durante o qual foram entrevistadas mais de 70 pessoas.

Os casos de tortura praticados por militares americanos na prisão de Abu Ghraib foram divulgadas pela primeira vez em 2003, ano em que teriam ocorrido. Em 2006, a rede de televisão australiana SBS divulgou outras imagens de presos sendo torturados. O documentário "Procedimento Operacional Padrão", de Errol Morris, detalha as fotos de militares humilhando e torturando presos iraquianos na prisão de Abu Ghraib.

 



No artigo

x