Tribunal mexicano condena Wal-Mart por "práticas do século XIX"

A cadeia de supermercados Wal-Mart pagava parte do salário dos seus trabalhadores no México em vales de compras na própria loja. O  Supremo Tribunal mexicano deu razão aos trabalhadores, considerando inconstitucional aquela prática da...

155 0

A cadeia de supermercados Wal-Mart pagava parte do salário dos seus trabalhadores no México em vales de compras na própria loja. O  Supremo Tribunal mexicano deu razão aos trabalhadores, considerando inconstitucional aquela prática da empresa.

Os juízes consideraram que a empresa se comportou como os patrões do século XIX, que obrigavam os seus trabalhadores a consumir nas suas lojas e armazéns, pagando-os a um preço mais caro". Este sistema foi abolido pela Constituição mexicana de 1917 e o tribunal diz que o esquema é semelhante ao que a cadeia Wal-Mart praticava nos dias de hoje.

Esta cadeia de comércio é conhecida por praticar a concorrência agressiva de preços, condenando ao encerramento boa parte do comércio local nas zonas onde se instala. Mas também costuma ser notícia no que respeita aos direitos dos trabalhadores, tendo já sido condenada nos Estados Unidos da América por recusar as pausas para almoço aos seus empregados.

(Com informações da Esquerda.net)



No artigo

x