Espaço solidário

Economia solidária movimenta R$ 60 milhões ao ano em Alagoas, tecnologias sustentáveis serão apresentadas em maio e IBGE organiza recenseamento populacional. Por Camila Souza Ramos   Tecnologias...

251 0

Economia solidária movimenta R$ 60 milhões ao ano em Alagoas, tecnologias sustentáveis serão apresentadas em maio e IBGE organiza recenseamento populacional.

Por Camila Souza Ramos

 

Tecnologias sustentáveis serão apresentadas ao público em maio
Propostas de inovações tecnológicas com redução de impacto ambiental e que permitem o desenvolvimento sócio-econômico estarão à mostra no próximo mês no Hotel Transamérica, em São Paulo. A terceira edição da Mostra de Tecnologias Sustentáveis é organizada pelo UniEthos em parceria com o Movimento Nossa São Paulo, o Instituto Akatu e a Rede Brasileira do Pacto Global da ONU. A intenção é disseminar informações e promover iniciativas de inovação tecnológica sustentáveis ambiental, social e economicamente, para que essas iniciativas se desenvolvam e sejam utilizadas no cotidiano das empresas, governos, entidades e indivíduos. A proposta não é apenas ser uma feira de produtos, mas ambiente de troca de informações e conhecimento. A mostra ocorrerá em paralelo à realização da Conferência Internacional 2010 – Empresas e Responsabilidade Social, promovida pelo Instituto Ethos. Neste ano serão expostos três tipos de tecnologias: as chamadas “verdes”, que tenham como objetivo a preservação de recursos naturais; as inclusivas, focadas na inclusão econômica e no combate à pobreza; e as responsáveis, que trabalham com o controle social, o combate à corrupção e o trabalho digno.

A mostra ocorrerá entre os dias 11 e 14 de maio, no Hotel Transamérica, em São Paulo. Para participar, acesse www.ethos.org.br/mostra2010/convites e imprima seu convite.

IBGE organiza recenseamento populacional
O território brasileiro será varrido do Oiapoque ao Chuí por pesquisadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a partir de 1º de agosto deste ano. Será o sétimo recenseamento do país e contará com cerca de 230 mil pesquisadores contratados temporariamente para a realização das entrevistas domiciliares, supervisão, apoio e administração do censo. O objetivo dos censos é traçar um retrato da população brasileira para dar instrumentos para basear os planejamentos públicos e privados dos próximos anos. Diferente das edições anteriores, os pesquisadores terão computadores de mão para realizar a pesquisa. A perspectiva do IBGE é de que as entrevistas durem quatro meses e os primeiros resultados sejam divulgados em dezembro deste ano. Atualmente o IBGE está em fase de recrutamento de recenseadores. Para a execução do censo a previsão orçamentária é de R$ 1,4 bilhão.
MEC incentiva propostas de EJA focados em economia solidária
O Ministério da Educação (MEC) está com edital aberto até o dia 20 de abril para financiar projetos que fomentem a produção de materiais pedagógicos de educação de jovens e adultos (EJA) com foco em economia solidária. Qualquer instituição de ensino superior da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica pode concorrer ao edital. Serão consideradas válidas as inscrições postadas até o dia 20. As propostas serão selecionadas até dia 27 e o resultado será divulgado no dia 30 de abril. Para mais informações, acesse www.mec.gov.br/secad.

Economia solidária movimenta R$ 60 milhões ao ano em AL
Os quase 300 empreendimentos de economia solidária presentes no estado de Alagoas (AL) geram, ao ano, R$ 60 milhões. A informação vem do secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Renda do estado, Regis Cavalcante, que esteve presente na Conferência Estadual de Economia Solidária. Ao ano, o setor tem movimentado cerca de R$ 6 bilhões.

Essa matéria é parte integrante da edição impressa da Fórum 85. Nas bancas.



No artigo

x