Toques Musicais – Itamar e Anelis Assumpção

Por Julinho Bittencourt   A herança de Anelis Assumpção é totalmente partilhável e, de fato, compartilhada. Filha do Beleléu Itamar Assumpção, a moça recebeu com a...

288 0

Por Julinho Bittencourt

 

A herança de Anelis Assumpção é totalmente partilhável e, de fato, compartilhada. Filha do Beleléu Itamar Assumpção, a moça recebeu com a precoce partida do pai alguns dos mais ousados, instigantes e inventivos fonogramas de que a nossa música tem notícia desde há muito tempo. Negociou com o SESC, participou da feitura e curadoria da obra e entregou ao público a já célebre Caixa Preta – Itamar Assumpção, com toda a obra de Itamar e ainda os discos Pretobrás I e II, só com faixas inéditas.

Itamar, é bom que fique claro aos mais novos, sempre foi problema, no melhor sentido da palavra. Nunca rezou na cartilha de ninguém, nunca deu um passo na direção do seu pote de ouro, nunca fez canção para novelas ou, muito menos, ajustou o seu som a este ou aquele gosto. Desde o seu primeiro, o inesquecível e antológico Beleléu leléu eu, até o último e preciso Pretobrás, tudo o que se ouve é um som inconfundível e corajosamente novo.

Continue lendo aqui.



No artigo

x