Vitrine solidária

A Fórum dedica este espaço à divulgação de iniciativas ligadas à economia solidária Por Brunna Rosa   Projeto Vira Vida: para enfrentar a violência sexual contra adolescentes...

281 0

A Fórum dedica este espaço à divulgação de iniciativas ligadas à economia solidária

Por Brunna Rosa

 

Projeto Vira Vida: para enfrentar a violência sexual contra adolescentes


No final de abril, o Vira Vida formou sua primeira turma. O projeto, que atende cerca de 350 jovens entre 16 e 21 anos em quatro capitais brasileiras, formou em Fortaleza (CE) 45 jovens nos cursos de Produção de Eventos e Criação & Moda.
Fruto de uma parceria entre o Sesi e várias instituições, o projeto pretende ser um instrumento de enfrentamento da violência sexual contra adolescentes. Para isso, investe na capacitação de jovens em áreas como gastronomia, moda praia e moda íntima, comunicação digital básica, criação e moda e produção e eventos.
O Projeto Vira Vida enfrenta a exploração sexual de meninos e meninas em Fortaleza (CE), Recife (PE), Natal (RN) e Belém (PA), onde as redes de exploração e de turismo sexual são mais articuladas. O objetivo é oferecer aos meninos e meninas em situação de risco a educação básica continuada associada à educação profissionalizante, noções de cooperativismo e autogestão aliadas também à garantia de direitos fundamentais.
Durante o curso, os alunos recebem bolsa auxílio de R$ 500 durante o período de oito a dez meses, além do atendimento médico, odontológico, psicossocial, legal e de abrigamento, se necessário. Em Fortaleza, a primeira capital a implantar o Vira Vida, 80% do público beneficiado são de meninas; o baixo número de meninos é atribuído à dificuldade de aproximação com as vítimas deste tipo de abuso. No total, 108 jovens estão sendo atendidos, sendo que 45 se formaram na solenidade desta segunda-feira.
Saiba mais no site do Sesi: http://www.sesi.org.br

Instituto Ecotece promove o vestir consciente


A frase de Gandhi “Não existe beleza na roupa mais fina se gera morte e tristeza” é o lema do Instituto Ecotece, um centro de estudos e desenvolvimento de práticas da moda sustentável.
Para o instituto, a vida é um tecido: tudo e todos são como fios que se conectam. O bem que praticamos em nosso pequeno mundo tem reflexo em todo o universo. “Vestir consciente tem horizontes mais amplos do que moda ecológica. Um dos significados da palavra ‘moda’ é passageiro, transitório”, afirma a Ana Cândida Zanesco, fundadora do Instituto Ecotece. Além de dicas, cursos e projetos, o site do Instituto oferece indicações de como se vestir conscientemente, contribuindo para a agricultura familiar e com a produção sust.entável.
Saiba mais sobre o Instituto no site: http://www.ecotece.org.br

Notas
Software Livre

O III ENSL – Encontro Nordestino de Software Livre e o IV Festival Software Livre da Bahia se fundiram em um só evento que será realizado nos dias 29 e 30 de maio de 2009, no campus da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) em Salvador. http://wiki.softwarelivre.org/Festival4

Projetos direcionados às mulheres trabalhadoras rurais serão recebidos até o dia 22 de maio O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), por meio da Assessoria Especial de Gênero, Raça e Etnia (Aegre), recebe até o dia 22 de maio projetos para prestação de serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) direcionados às mulheres trabalhadoras rurais.
A intenção é selecionar projetos de Ater para mulheres trabalhadoras rurais no contexto da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater) e do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (PNPM). Todas as propostas deverão incluir obrigatoriamente metas com foco em: Gênero e desenvolvimento rural e Políticas públicas do MDA de apoio à produção e comercialização.
Saiba mais pelos telefones: (61) 2191 9869/2191 9847/2191 9845 ou pelo site: www.mda.gov.br/aegre



No artigo

x