Serra, Folha de S. Paulo e um tal nazismo que perambula por aí

No ultimo dia 30 de julho, o site do candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo veiculou uma matéria onde só faltou dizer que o pai do rap é um sujeito conhecido pela alcunha de José Serra

406 0

No ultimo dia 30 de julho, o site do candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo veiculou uma matéria onde só faltou dizer que o pai do rap é um sujeito conhecido pela alcunha de José Serra

Por Renato Rovai

No ultimo dia 30 de julho, o site do candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo veiculou uma matéria onde só faltou dizer que o pai do rap é um sujeito conhecido pela alcunha de José Serra. No texto, para provar tal tese foram citados projetos musicais do Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ), localizado no bairro Vila Nova Cachoeirinha. O título da matéria foi: “Com Serra Rap Ganha Espaço no CCJ”.

Serra e o rap juntos, estranho, não?

José Serra é o pai do rap? (Marcello Casal Jr/ABr)

Por isso a reação não tardou.

Um dos projetos musicais citados na matéria é o Reviva Rap, criado em 2011, com o objetivo de resgatar a cultura hip hop e abrir espaço para apresentação de novos grupos da comunidade.

Veja o trecho abaixo:

“Entre os projetos musicais do CCJ, como é conhecido, estão o Reviva Rap, festival que teve a sua segunda edição em junho último, com nomes como Vinão Alobrasil, Brunão Mente Sagaz, Mutação Sonora e Daz Rua e Xis, entre outros. A Zona Norte de São Paulo, vale lembrar, é uma das bases mais importantes do rap, uma referência nacional. Até hoje, o Reviva Rap já mapeou mais de 200 grupos e lançou três coletâneas, das quais participaram mais de 30 conjuntos“

Pois bem, quando o pessoal que rala diariamente no projeto tomou conhecimento da usurpação dos méritos pelo candidato tucano, fizeram questão de desmentir o candidato através de um comunicado que reproduzo integralmente a seguir.

Continue lendo aqui



No artigo

x