Jovens soltam a voz pela democratização da comunicação

Dia da Juventude Comunicativa acontece em 17 de outubro com atividades nas cinco regiões do Brasil

420 0

Dia da Juventude Comunicativa acontece em 17 de outubro com atividades nas cinco regiões do Brasil

Por Felipe Rousselet 

Juventude mobilizada por mudanças na comunicação (Foto: Divulgação)

Na próxima quarta-feira, 17, jovens e adolescentes das cinco regiões do País vão participar do Dia “C” – Dia da Juventude Comunicativa. O ato, que acontece em 15 cidades, é uma iniciativa da Renajoc (Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores) e pretende chamar a atenção da sociedade para a necessidade de mudanças no atual Código Brasileiro de Telecomunicações, que este ano completou 50 anos.

Para a rede, o monopólio dos meios de comunicação por grupos privados, comandados por poucas famílias ricas e ponderosas, interfere na liberdade de expressão e no acesso de adolescentes e jovens à informação. Segundo o movimento, essa situação ainda prejudica a participação da juventude na produção da comunicação no Brasil.

O Dia “C” será lembrado pelos jovens nas redes sociais através da hashtag #pelodireitoàcomunicação. Os integrantes do Renajoc também vão promover oficinas e intervenções urbanas nas 15 cidades participantes.

De acordo com Evelyin Araripe, mobilizadora nacional do Renajoc, todas as atividades propostas para o Dia C estão na mesma linha do movimento pela democratização da comunicação. Entre os temas propostos estão pensar a necessidade de um marco regulatório, como há em países considerados desenvolvids, a concentração do setor e a questão da comunicação comunitária. “Os debates seguem a mesma linha, mas com uma linguagem mais light, que têm mais proximidade com o nosso público, os adolescentes e jovens”, disse. “É um absurdo a gente ter uma legislação que já completa 50 anos, ou seja, completamente atrasada em um país que se diz desenvolvido. É preciso um novo marco regulatório que contemple os novos tempos da comunicação”, defendeu Evelyn.

Em São Paulo, por exemplo, os jovens vão sair em passeata, munidos de cartazes em defesa do direito à comunicação e à liberdade de expressão, até a Av.Paulista, onde irão pintar uma grande faixa que será hasteada após o fim da intervenção urbana. Já em Fortaleza, jovens vão ocupar uma praça pública fazendo talkshows e promovendo oficinas de rádio com a temática da “democratização da comunicação”.

O Dia “C” conta com o apoio da ONG Viração Educomunicação, do Fundo das Nações Unidas para a Infância – Unicef, da FES (Fundação Friedrich Ebert Stiftung) e da Fundação Luterana de Diaconia. A programação completa das atividades do Dia “C” pode ser visualizada aqui. Durante todo o Dia C, as ações serão relatadas no blog da Renajoc.

Após o Dia “C”, a Renajoc integra-se à campanha “Para expressar a liberdade – uma nova lei para um novo tempo”. Organizada por entidades civis que atuam na área de comunicação e liberdade de expressão. A campanha cobra uma nova legislação para a comunicação no Brasil, que contemple a participação da sociedade e a diversidade na produção dos conteúdos. Ao longo do dia, a campanha irá realizar um twitaço, com a hashtag #paraexpressaraliberdade, e uma Audiência Pública pela Liberdade de Expressão em Brasília, na Câmara dos Deputados, entre outras ações que darão continuidade a mensagem do Dia “C”.

(Com informações da Agência Jovem de Notícias)

Leia também:

O dia em que o jornalão virou tabloide

O “buraco de rua” ganha nova perspectiva na internet

Atualizada às 15h07



No artigo

x