Zarattini, sobre os royalties do petróleo para a educação: “A maioria da Câmara foi incoerente ontem”

Em entrevista, deputado fala sobre a derrota do seu substitutivo, que destinava 100% dos royalties dos poços que serão licitados a partir de 2013 para investimentos na educação

602 0
De onde vamos tirar o dinheiro para chegar nos 10% do PIB? Os royalties seriam uma das fontes de receita. (Renato Lourenço/Agência Câmara)

Em entrevista, deputado fala sobre a derrota do seu substitutivo, que destinava 100% dos royalties dos poços que serão licitados a partir de 2013 para investimentos na educação

Por Renato Rovai

Ontem, a Câmara dos Deputados votou os projetos que redistribuem os royalties do petróleo entre estados e municípios produtores e não produtores.

Para além da discussão da redistribuição, havia uma questão fundamental em jogo. A educação.

Um substitutivo, apresentado pelo deputado Carlos Zarattini (PT-SP), ao projeto que veio do Senado, determinava que 100% dos royalties dos poços que serão licitados a partir de 2013 deveriam ser aplicados na educação. E também buscava uma solução equilibrada para a redistribuição dos royalties, sem diminuir abruptamente a receita dos estados e municípios produtores.

Pois bem, o substitutivo do deputado Zarattini foi derrubado, por nove votos.

Entrevistei o deputado Carlos Zarattini e ele explicou o intuito do seu substitutivo e os benefícios que traria para a educação brasileira. Depois de ler a entrevista, clique neste LINK e veja os deputados que votaram contra a educação.

Obs: Não se engane com o “sim” e o “não”. No caso, quem votou sim derrubou o substitutivo que destinava 100% dos royalties para a educação. 

Confira a entrevista aqui.



No artigo

x