Pedalada Pelada questiona cultura do automóvel

Além dos protestos contra a nomeação do pastor Marco Feliciano (PSC) na Câmara dos Deputados, outra manifestação tomou as ruas de algumas cidades brasileiras neste sábado (9)....

424 0

Além dos protestos contra a nomeação do pastor Marco Feliciano (PSC) na Câmara dos Deputados, outra manifestação tomou as ruas de algumas cidades brasileiras neste sábado (9).

Ciclistas em Porto Alegre (RS) nesta sábado (9) (Foto: Fora do Eixo)

Ciclistas tiraram as roupas para chamar a atenção sobre a falta de estrutura e condições para pedalar. O movimento utiliza a nudez como uma forma de mostrar a fragilidade de quem anda de bike. “Nus é como nos sentimos pedalando nesta cidade”, dizem os organizadores.

A Pedalada Pelada Mundial, como é chamado o protesto no Brasil, ou World Naked Bike Ride, neste ano aconteceu em São Paulo, Porto Alegre e Florianópolis. Nus, seminus ou com roupa, os cicloativistas questionam a cultura do automóvel que predomina nas cidades brasileiras, carentes de transporte público de qualidade.

Convocadas pela internet, as pedaladas e as manifestações contrárias ao pastor Feliciano mostram que as pessoas estão indo para as ruas por cidades livres.



No artigo

x