Manifestantes retomam protestos contra Marco Feliciano

Movimentos sociais voltaram a se reunir na avenida Paulista para pedir a renúncia do deputado

497 2

Movimentos sociais voltaram a se reunir na avenida Paulista para pedir a renúncia do deputado

Por Igor Carvalho

Manifestantes foram às ruas em São Paulo pedindo a renúncia de Feliciano (Foto: Flickr/Pablo Capilé)

O deputado federal Marco Feliciano (PSC) voltou a ser alvo de protestos pelo Brasil nesse sábado (16). As manifestações aconteceram em pelo menos seis cidades e, durante a semana, outros atos pediram a renúncia do parlamentar, que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

Segundo a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET), mais de mil pessoas marcharam pela avenida Paulista. Os manifestantes saíram da praça dos Ciclistas e seguiram até a Praça Roosevelt.  No interior, mais dois protestos ocorreram, em Campinas e Piracicaba.

Na Praça XV, centro de Florianópolis, manifestantes se reuniram para pedir a saída de Feliciano. Em Salvador, o grupo Olodum participou do protesto que ocorreu na praça do Campo Grande. O grupo Femem Brasil apareceu para protestar entre os cariocas, na praia de Copacabana.

Mesmo em “casa”, Feliciano não tem paz

No berço político do pastor, a cidade de Ribeirão Preto, o deputado também é alvo de protestos. Preocupado, Feliciano pediu cancelou as gravações de seu programa de TV que aconteceriam na próxima segunda-feira (18).

A assessoria do deputado informou que estuda cancelar as gravações, que acontecem toda segunda-feira na igreja Assembleia de Deus. O culto acontecerá normalmente. Outra medida tomada pela assessoria é a de não divulgar mais a agenda do parlamentar, com receio que ele seja alvo de manifestações.

Em nota, nesse sábado (16), Feliciano informou que não irá renunciar à presidência da Comissão.



No artigo

2 comments

  1. Brunaa Responder

    ele não vai renunciar. vai ser tirado a força!

  2. Joao Guimaraes Responder

    O deputado federal Feliciano deveria repensar o assunto.


x