Neonazistas são presos ao atacar nordestino no Rio

A delegada responsável pelo caso disse que os bandidos tinham suásticas tatuadas pelo corpo

1255 5

A delegada responsável pelo caso disse que os bandidos tinham suásticas tatuadas pelo corpo

Leia também: O mapa do neonazismo no Brasil

Os sete neonazistas presos estavam com tacos de beisebol para atacar um nordestino em Niterói

Sete neonazistas foram presos por guardas municipais ao agredirem um nordestino no Centro de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, na manhã de hoje, sábado (27). Os neonazistas foram presos porque agentes da guarda municipal foram acionados por pessoas que viram o grupo indo em direção à vítima com facas e um taco de beisebol.

O crime ocorreu na Praça Araribóia, nas proximidades da estação das barcas, uma das regiões mais movimentadas de Niterói. Uma multidão se formou em volta dos jovens para impedir que a agressão continuasse.

A delegada adjunta da 77ª DP, Helen Sardenberg, que registrou o caso, informou que os jovens vestiam camisas com inscrições de um grupo neonazista e tinham tatuagens com o símbolo da suástica. A onda neonazista tem aumentado no Brasil nos últimos anos e as principais vítimas têm sido nordestinos e gays. (Da redação)



No artigo

5 comments

  1. Thiago Rangel Responder

    O pior de tudo é que Hitler mandaria matar todos esses mestiços ridículos se estivesse vivo. Palhaçada total! Todos descendente de italianos com negros e se achando superiores…em que mesmo?

  2. Valdir Responder

    Pessoal da edição da foto… só tem 5 dos 7.

  3. Juliana Furtado Responder

    Esses guardas municipais nem tem condicionamento físico pra combatar criminosos!

    1. Orlando Bernardes Responder

      Mas neste caso específico, combateram! Deveria aplaudir em vez de criticar.

      1. Juliana Furtado Responder

        Critico pois eu pago impostos altíssimos para o estado.


x