“Vou colocar a pistola na sua cara”, diz policial para índio em Belo Monte

Vídeo flagra ação violenta de agentes, tentando intimidar indígenas que ocupam canteiro de obras da usina Por Igor Carvalho...

770 0

Vídeo flagra ação violenta de agentes, tentando intimidar indígenas que ocupam canteiro de obras da usina

Por Igor Carvalho

Policial ameaça colocar arma na cara de índio em ocupação no canteiro de obras da Usina de Belo Monte (Foto: Reprodução)

Um vídeo mostra o momento em que forças policiais se aproximam da ocupação no canteiro de obras da Usina Belo Monte, que está sendo mantida por 170 indígenas, para tentar negociar a retirada dos ativistas, determinada pela Justiça Federal de Altamira na última terça-feira (28). Durante a abordagem, um dos agentes se mostrou irritado e, em meio a ofensas, ameaçou os índios: “Vou colocar a pistola na sua cara.”

Em outro momento, o mesmo policial segue ameaçando o índio. “Vou quebrar essa porra”, diz o agente sobre o arco que está nas mãos do indígena. “E quebro você junto”, termina o militar.

Um policial, em determinado trecho do vídeo, pede ao índio que “vá estudar português”, por este questionar a ameaça do agente de colocar a arma na cara do indígena, alegando que teria sido incompreendido em sua fala.

Ou índio tenta contemporizar. “Nós não tem raiva de vocês” e não entende porque os policiais estão “falando grosso”. O agente responde: “Vocês estão complicando meu trabalho.”

“Nós vamos ficar para morrer”

“Nós ocupamos o canteiro de obras de Belo Monte. Nós estamos defendendo nossa terra. Uma terra muito antiga que sempre foi nossa. Uma parte vocês já tomaram. Outra vocês estão tentando tomar agora. Nós não vamos deixar.” Afirmaram os índios que ocupam a área, em carta divulgada na última quarta-feira (29), onde ressaltam a resistência mesmo após a decisão judicial. “Vocês vão entrar para matar. E nós vamos ficar para morrer. Nós não vamos sair sem sermos ouvidos.”

Veja o vídeo completo:



No artigo

x