MP abre inquérito para investigar repasse de verbas do governo mineiro a rádio de Aécio

Irmã do ex-governador era a gestora de Comunicação do governo tucano e responsável pela destinação dos recursos de publicidade oficial

2100 6

Irmã do ex-governador era a gestora de Comunicação do governo tucano e responsável pela destinação dos recursos de publicidade oficial

Por Igor Carvalho

Aécio Neves enfrenta sucessão de escândalos políticos (Foto: Antônio Cruz/ABr)

De acordo com o site PT na Câmara, o Ministério Público Estadual de Minas Gerais (MPE-MG) decidiu instaurar um inquérito civil contra o senador Aécio Neves (PSDB) para apurar os repasses de verbas do governo do estado para a rádio Arco-Íris (Jovem Pan BH). Dois dos sócios da empresa de comunicação são o próprio senador tucano e a sua irmã, Andrea Neves, que também é sócia de outras duas empresas que receberam, segundo o MPE, verbas do governo Aécio: a Rádio São João Del Rei S/A e a Editora Gazeta de São João Del Rei Ltda.

Atualmente, Andrea é presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e era gestora de Comunicação Social do governo e responsável pelo controle do gasto na área de comunicação entre 2003 a 2010, período investigado pelo Ministério Público. “Ela (Andrea) é quem definia para onde iam as verbas publicitárias. Aqui nós temos uma relação incestuosa do público com o privado. A rádio recebeu recursos públicos (alega o senador que de forma legal) e os destinou para, entre outras coisas, comprar um Land Rover que o ex-governador fazia uso privado. Essas coisas têm causado indignação na opinião pública mineira”, afirmou a deputada federal Margarida Salomão (PT), em entrevista ao site PT na Câmara.

Para o deputado federal Padre João (PT), o MPE despertou para as irregularidades do governo de Aécio Neves. “O Ministério Público tem um papel importante, no entanto, eles ficaram indiferentes durante quase dez anos em relação ao desvio do dinheiro público praticado na gestão tucana. Nós acreditamos nesse despertar do MP. Espero que ele cumpra, de fato, o papel a ele delegado. O povo não pode ser punido com a má destinação ou desvio de recursos público.”

A ligação de Aécio Neves com a Rádio Arco-Íris só foi descoberta porque o senador teve a carteira de habilitação (vencida) apreendida, após se recusar a fazer o teste do bafômetro em uma blitz no Rio de Janeiro. O carro dirigido pelo tucano estava em nome da empresa de comunicação.

Outro processo

Além do inquérito que investigará o repasse de verbas para empresas de comunicação, recentemente, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) decidiu que o senador Aécio Neves continua réu em ação civil por improbidade administrativa movida contra ele pelo MPE.

Com informações do site PT na Câmara



No artigo

6 comments

  1. Rodrigo P. 13 Responder

    Há PSDBistas alegando que não há nenhum inquérito contra Aécio. Vejam: https://twitter.com/mariuscarvalho/status/343110656289013760/photo/1 . Se existe inquérito, e não deve ser sigiloso, a Revista em o número?

  2. Bruno Responder

    Segundo o site ‘PT na Câmara’?? Parei por aí

    1. andre Responder

      Mad as materias da Veja vc lê até o fim, certo?

  3. Sonia Impaciente Responder

    Comprovado pelo Sensus e pelo Datafolha: Quem conhece Aécio Neves, vota em Aécio Neveshttp://blogdocancado.com.br/esta-comprovado-primeiro-pela-sensus-e-agora-no-datafolha-quem-conhece-aecio-neves-vota-em-aecio-neves/

    1. DE ILUSÃO TAMBÉM SE VIVE. Responder

      Tenho pavor do programa dos tucanos e de seu passado: arrocho salarial, juros altos, retorno da inflação a níveis estratosféricos para conter a demanda, desemprego, fim dos programas sociais, entrega da economia e do setor financeiro AOS EUA com a ameaçadora “autonomia do Banco Central”. Pesa ainda contra o candidato tucano a recusa a apresentação de laudo toxicológico. E é sabido que o uso drogas, que os coxinhas parecem considerar irrelevante, é o que sustenta o tráfico e o crescente aumento da violência urbana (homicídios, roubos, latrocínios), contribuindo também para a corrupção e greves das Policias Civil e Militar. Não dá pra confiar a Presidência a um narcodependente amigo íntimo dos Perrellas, donos do helicóptero apreendido com meia tonelada de pasta de cocaína. Lembrando outros escândalos e casos de corrupção GRAVÍSSIMOS, vale mencionar o mensalão tucano, inclusive assassinato das moça que carregava as malas de dinheiro; a lista de Furnas , encabeçada por Aécio Neves, Serra e Alckmin e que garantiu a reeleição de FHC; desvio de 4.3 bi da saúde em MG: construção de aeroportos com verbas públicas em propriedades da Famiglia Neves. Um dos primos, aliás, notabilizou-se por intermediar a compra de habeas corpus para traficantes internacionais que respondiam a processos criminais na região de Cláudio (terra do Aético). Há denúncias de superfaturamento nas obras da Cidade Administrativa. Sucateamento da educação (é odiado pelo professorado mineiro, ao qual NUNCA pagou (tampouco seu sucessor Anastasia) o piso nacional de salários. Além disso, para maquiar as estatísticas da educação, instituiu a aprovação por decreto e rebaixou o nível da educação em Minas Gerais que, antes da ditadura dos tucanos, era modelo para o país. Fechou escolas técnicas e cursos de magistério. Sempre morou no RJ, deixando a cargo da irmã Andréia conduzir os negócios escusos e obscuros. Como Senador, nunca foi dos mais freqüentes e não tem um único projeto aprovado. De resto, ao invés de estar trabalhando em Brasília, foi flagrado dirigindo embriagado, com a carteira vencida e se recusou ao teste do bafômetro. Foi acusado pela ex-mulher de usar a própria filha para enviar para os EUA (Aspen, Colorado), malas com dólares, euros e diamantes). É dono da Rádio Arco Iris, que mantém contratos de publicidade milionários com o Estado de MG sem qualquer licitação. Agrediu em público uma ex-namorada.
      Nas hostes tucanas reina a mais completa e total esquizofrenia política: fingem desconhecer o currículo do Menino do Rio, tamanho é o ódio que nutrem por pobres e trabalhadores. Mas o povo não é bobo, e como observou Rui Falcão, os tucanos caminham inexoravelmente para a irrelevância.

  4. Sonia Impaciente Responder

    Senador
    Aécio Neves (PSDB-MG) era acusado do “desvio” de R$ 4,3 bilhões de
    recursos da saúde, na época em que foi governador de Minas; denúncia
    vinha sendo usada por adversários políticos na internet e nas redes
    sociais contra a sua candidatura; decisão unânime, tomada ontem, retira
    um peso das costas do presidenciável tucano; recentemente, a
    Procuradoria-Geral da República arquivou outra representação contra
    Aécio, que chegará a 2014 sem problemas judiciais

    http://www.brasil247.com
    <​p class=http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/112726/TJ-MG-anula-a%C3%A7%C3%A3o-contra-A%C3%A9cio-na-%C3%A1rea-da-sa%C3%BAde.htm


x