Primeiro-ministro diz que protestos acabarão em 24 horas na Turquia

Recep Tayyip Erdogan diz que policiais não expulsarão mais os manifestantes da praça Taskim

299 0

Recep Tayyip Erdogan diz que policiais não expulsarão mais os manifestantes da praça Taskim

Do Opera Mundi

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta quarta-feira, 12, que a onda de protestos contra o seu governo, iniciada há quase duas semanas, terminará em 24 horas e prometeu que a polícia adotará outro comportamento a partir de agora.

“Dei instruções ao Ministério do Interior. Em 24 horas isso terá acabado”, declarou Erdogan, segundo a emissora CNNTürk, que citou como fonte membros de uma associação profissional que mantiveram uma reunião com o primeiro-ministro ontem.

Erdogan prometeu que policiais adotarão outra postura com manifestantes; milhares foram expulsos da praça Taskim nesta terça-feira (11) (Foto: occupygezipics.tumblr.com)

Segundo as fontes, o primeiro-ministro explicou que “as forças de segurança atuarão de forma diferente a partir de agora” e assegurou que a Turquia não necessita de “lições” vindas do exterior.

Isso porque Estados Unidos e União Europeia criticaram os excessos da repressão policial durante as manifestações, que, até o momento, deixaram três mortos, incluindo um agente, e mais de 4 mil feridos.

Nesta terça-feira, o governador e o prefeito de Istambul deram declarações divergentes sobre a ação policial para reprimir os atos. O governador Hüseyin Avni Mutlu disse que os policiais deveriam apenas retirar banners e placas. O prefeito Kadir Topbaş, por sua vez, disse que a polícia manteria operações contra os manifestantes até que todos deixassem a praça Taskim.

Durante a reunião com uma delegação da Confederação de Comerciantes e Artesãos da Turquia, Erdogan insistiu que o “lobby das finanças” está por trás dos protestos e afirmou que há meses dispunha de relatórios dos serviços secretos sobre uma conspiração contra seu governo.



No artigo

x