Fotógrafo atingido por bala de borracha pode perder a visão do olho esquerdo

Sete profissionais da Folha de S.Paulo também foram vítimas de disparos. Veja vídeo que mostra policiais disparando contra um grupo de jornalistas durante o protesto do Movimento Passe Livre

396 0

Sete profissionais da Folha de S.Paulo também foram vítimas de disparos. Veja vídeo que mostra policiais disparando contra um grupo de jornalistas durante o protesto do Movimento Passe Livre

Por Felipe Rousselet

Na noite desta quinta-feira, 13, a manifestação contra o aumento das tarifas do transporte público em São Paulo foi violentamente reprimida pela Polícia Militar. Nas redes sociais circulam diversas fotos e relatos de pessoas feridas ou que sofreram algum tipo de abuso por parte da PM. Segundo Luiza Mandetta, do Movimento Passe Livre, houve “pelo menos 105 feridos durante o confronto, 50 na Paulista e 55 na Consolação”.

Além dos manifestantes, a violência da PM paulista também fez vítimas entre os jornalistas que cobriam o ato organizado pelo Movimento Passe Livre. Sete repórteres da Folha de S.Paulo foram atingidos por disparos de balas de borracha, dois deles no rosto. O caso mais grave até o momento é do fotógrafo Sérgio Silva, que trabalha para a agência Futura Press.

Sérgio foi atingido por um disparo de bala de borracha quando estava na Rua da Consolação, próximo a Rua Maria Antônia. O fotógrafo foi socorrido por um professor que o acompanhava na manifestação. De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital Nove de Julho, onde Sérgio está internado, a chance do fotógrafo recuperar a visão do olho esquerdo é inferior a 5%.

Veja no vídeo abaixo a ação da PM contra um grupo de jornalistas durante o protesto.

Com informações da Folha de S.Paulo. 

(Foto de capa: Mídia Ninja)



No artigo

x