SP: Bandeira do Brasil na fachada da Fiesp não era só homenagem aos “neo-cara-pintadas”

Na manhã seguinte ao ato de terça (19), Paulo Skaf reafirmou seu respeito às Forças Armadas em encontro com militares da Escola de Comando e Estado-maior do Exército

512 0

Na manhã seguinte ao ato de terça (19), Paulo Skaf reafirmou seu respeito às Forças Armadas em encontro com militares da Escola de Comando e Estado-maior do Exército

Do Brasil de Fato 

(Foto: Reprodução / Brasil de Fato)

Para quem achava que a bandeira do Brasil projetada em LED na fachada do prédio da Fiesp, durante o sexto ato contra o aumento da tarifa do transporte público em São Paulo, era um tributo “das indústrias do Brasil” só aos “neo-cara-pintadas”, a foto acima mostra para quem mais, de fato, era a homenagem.

Na manhã seguinte (19) ao ato, o eterno candidato Paulo Skaf (que já se filiou a “n” partidos, da direita à “esquerda”, e filiado atualmente ao PMDB), presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo,havia um encontro agendado com militares da Escola de Comando e Estado-maior do Exército, na sede da instituição na Paulista, conforme a notícia “Fiesp recebe militares da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército”, divulgada no site da instituição.

(Foto: Reprodução / Brasil de Fato)

Na ocasião, Skaf disse que respeita o que as Forças Armadas representam para o país. “A cadeia produtiva da defesa precisa produzir cada vez mais e gerar riqueza para o Brasil. Faço questão que tenhamos afinidade com a Força Militar em dia, determinada com o progresso brasileiro”, disse ele. Na mesma linha de apoio aos militares, Skaf disse ainda que a proteção das riquezas do país é fundamental, “e isso é assegurado com o trabalho de nossas Forças Armadas”.



No artigo

x